Reportar erro
Exclusivo

Record tenta contratar novos autores, mas rejeição a filha de Edir Macedo atrapalha

Emissora precisa de novelistas para o segundo horário, mas todos estão rejeitando projeto

Cristiane Cardoso, filha de Edir Macedo
Record não está conseguindo contratar autores por causa de Cristiane Cardoso - Foto: Divulgação
Daniel César

Publicado em 14/02/2020 às 04:44:20

A Record está tentando contratar novelistas para assumirem o horário de novelas que não são bíblicas, mas tem encontrado dificuldade no mercado porque todos os autores estariam rejeitando as ofertas por não quererem conviver com a filha de Edir Macedo, Cristiane Cardoso, responsável pela dramaturgia do canal.

De acordo com o que apurou o NaTelinha, a direção da emissora já procurou pelo menos quatro roteiristas com ofertas de trabalho para apresentarem projetos que seriam desenvolvidos a partir de 2021, mas recebeu negativas de todos, mesmo estando sem contrato com a Globo.

A justificativa tem sido a falta de acordo financeiro e até mesmo a não adequação ao modelo que a Record pretende. Mas nos bastidores, todos têm dito que o problema é a filha de Edir Macedo, que tem influenciado no dia a dia da dramaturgia, inclusive palpitando em roteiros e figurinos.

Fontes ligadas a Antônio Calmon, que recentemente deixou a Globo, confirmaram que o autor foi sondado para escrever uma novela para a faixa. O pedido teria sido uma novela leve e divertida, que ele tem familiaridade, já que é o autor de obras como Vamp e O Beijo do Vampiro. Mesmo sem contrato, Calmon optou por não avançar nas conversas com a Record porque não gostaria de ter seu trabalho influenciado pela filha de Edir Macedo.

A vencedora do Emmy Internacional, autora de Lado a Lado em parceria com João Ximenes Braga, Cláudia Lage também foi procurada, mas sequer chegou a participar de reuniões na sede da emissora porque declinou do convite. Lage deixou a Globo em 2015, mas também comentou com pessoas próximas que não pretende escrever num canal onde não haveria liberdade criativa.

O NaTelinha entrou em contato com a assessoria de comunicação da Record, mas não houve resposta até a publicação da reportagem. Caso a emissora se manifeste,  a matéria será atualizada.

Crise na dramaturgia da Record

Record tenta contratar novos autores, mas rejeição a filha de Edir Macedo atrapalha

A Record precisa resolver o problema de falta de novelistas o mais rápido possível para manter duas faixas de novelas simultâneas. Se o horário de novelas bíblicas está bem resolvido com a contratação de pessoas ligadas a Igreja Universal, o segundo horário, que está indo ao ar às 20h30, conta somente com Cristianne Fridmann.

A autora vem trabalhando intensamente desde o ano passado, já que escreveu Jezabel e, logo depois, lançou Topíssima. Atualmente ela está no ar com Amor Sem Igual, que será substituída pela segunda temporada de Topíssima. Depois disso, a autora já comunicou a cúpula da Record que precisará de férias.

Pelo cronograma da direção da casa, Topíssima 2 deve ficar no ar até meados do segundo semestre e, por conta disso, a Record sabe que precisa contratar um novelista para assumir o horário com uma trama contemporânea e inédita. Mas nada indica que ela vá conseguir nomes renomados.

Autores saindo em fila

Record tenta contratar novos autores, mas rejeição a filha de Edir Macedo atrapalha

Desde que a filha de Edir Macedo passou a ter influência nos bastidores da dramaturgia da Record, a fila de novelistas deixando o canal não tem fim. A começar por Lauro César Muniz e Carlos Lombardi, que não tiveram os contratos renovados porque a emissora queria investir exclusivamente em tramas bíblicas.

Depois disso, Cristiane Macedo ganhou ainda mais poder e, desde então, outros profissionais passaram a deixar o canal. Foi o caso de Gustavo Reiz, que se desentendeu com a chefe. Quem também deixou a casa foi Vivian de Oliveira, autora do sucesso Os Dez Mandamentos. Assim como Emílio Boechat, de Gênesis e que pediu o encerramento do vínculo de seu contrato antes da novela estrear.

Mais Notícias