Colônia

No Dia da Imigração Japonesa, relembre novelas que abordaram o assunto

Primeiros japoneses chegaram ao Brasil há 111 anos

No Dia da Imigração Japonesa, relembre novelas que abordaram o assunto
Keiko (Luana Tanaka) foi uma personagem de "Morde e Assopra" - Foto: Reprodução/Instagram

Naian Lucas
i

Naian Lucas

Naian Lucas escreve há 10 anos e já fez de tudo um pouco nas redações. Apaixonado por televisão, é roteirista e trabalha na área desde 2014. Atualmente, é repórter do NaTelinha e aficcionado por tudo que envolve dramaturgia. Siga-me no Twitter: @naiaan

Publicado em 18/06/2019 às 15:21:42 Atualizado em 18/06/2019 às 15:30:34

No dia 18 de junho de 1908, 160 famílias japonesas chegaram ao Brasil, após cerca de 50 dias de viagem à bordo do navio Kasato-Maru, em busca e novas oportunidades nas prósperas fazendas de café do estado de São Paulo.

Os orientais conquistaram seu espaço ao longo desses 111 anos da Imigração Japonesa na cultura popular brasileira, ganhando representatividade nas telenovelas.

Por conta disso, o NaTelinha resolveu relembrar algumas produções que exploraram um pouco da cultura nipônica no Brasil.

Confira o resultado:

“Yoshico, um Poema de Amor” (1967)

É a primeira novela que decide investir no universo dos japoneses. O enredo conta a saga de um homem rico que se apaixona por Yoshico (Rosa Miyake)

. A produção foi exibida na TV Tupi e a criação surgiu da mente da autora Lúcia Lambertini. A história contou com 60 capítulos.

 “Belíssima” (2005)

A trama central focava em Júlia (Glória Pires) e Bia Falcão (Fernanda Montenegro). Porém, como se passava em São Paulo, o autor Silvio de Abreu resolveu criar um enredo cercado de relações entre os imigrantes. Por conta disso, os telespectadores se deliciaram com imigrantes turcos, gregos, italianos, portugueses e japoneses.

A colônia nipônica teve representatividade através dos personagens Takae Shigeto (Carlos Takeshi), Suzi Shigeto (Juliana Kametani) e Ernesto Shigeto (Eduardo Hashimoto).

 “Malhação – Viva a Diferença” (2017)

A novela teen marcou história, porque foi a primeira que trouxe uma protagonista nipo-brasileira. A Ana Hikari interpretou a personagem Tina, que conquistou o coração de milhões de brasileiros, principalmente pelo romance com Anderson (Juan Paiva), um negro que morava na periferia de São Paulo.

As duas famílias eram contra e a mãe de Tina, Mitsuko Yamada (Lina Agifu) faz de tudo para separá-los, porque acredita que a filha precisa casar com um descendente japonês e manter a cultura do seu país.

“Sol Nascente” (2016)

Walter Negrão resolveu se aprofundar na cultura japonesa e convidou diversos artistas para trabalhar no projeto, sendo Carol Nakamura uma dessas pessoas.

Contudo, a comunidade japonesa criticou o comportamento da Globo, pois o papel principal ficou para Giovanna Antonelli.

“Morde e Assopra” (2011)

Marcos Miura, Luana Tanaka, Chao Chen, Miwa Yanagisawa, Carol Murai e Camila Chiba formaram o núcleo japonês na última novela das sete de Walcyr Carrasco.

O autor se aprofundou no universo das decasséguis, contando a história de uma brasileira que fez fortuna da terra do Sol nascente e regressou ao Brasil.


publicidade

LEIA TAMBÉM

publicidade

COMENTÁRIOS

Para comentar na página você deve estar logado com seu perfil no Facebook. Este espaço visa promover um debate sobre o assunto tratado na matéria. Comentários com tons ofensivos, preconceituosos, de propaganda e que firam a ética e a moral podem ser deletados. Participe!