Assassino

"Órfãos da Terra": Soraia é assassinada por Aziz e Dalila se volta contra o pai

Aziz flagra Soraia e Hussein dormindo juntos e atira no casal

Dalila se despede da mãe - Reprodução/TV Globo

Publicado em 27/04/2019 às 09:03:50

Por: Taty Bruzzi

No capítulo de “Órfãos da Terra” que vai ao ar neste sábado (27), Aziz (Herson Capri) surpreende Soraia (Letícia Sabatella) e Hussein (Bruno Cabrerizo) dormindo juntos. Ele aponta uma arma para o casal enquanto os observa. 

Do lado de fora, Fauze (Kaysar Dadour) faz vigilância e impede quando Dalila (Alice Wegmann) chega, desesperada, e insiste em entrar na barraca. Nesta hora, a mãe da menina desperta e olha assustada para o marido. 

O primo de Jamil (Renata Góes) também acorda e encara o patrão, pensativo. De repente, a mulher do sheik se aproxima e beija o amante na frente de Abdallah que, irado, dá dois tiros na direção do casal.     

Dalila escuta os disparos e grita enquanto tenta se soltar dos braços dos capangas do seu pai para salvar a mãe, mas já é tarde demais. Aziz sai da barraca e encara sua filha que chora muito. Finalmente, Dalila se solta e vai dar uma olhada em Soraia.   

De volta à mansão dos Abdallah, o sheik questiona os motivos para a traição da mulher quando Fauze entra no escritório avisando que sua filha trouxe o corpo da mãe para a cerimônia fúnebre e Aziz aprova. 

Na hora do velório, o pai da menina tenta se aproximar, mas é impedido por Dalila que o chama de assassino. “Soraia foi minha grande mulher, eu reconheço, mas ela desonrou esta casa e teve que ser castigada. Eu não tive escolha”, indaga antes de se virar e ir embora.

Depois do enterro, o sheik tenta conversar outra vez com a filha. Ele pede que ela se sente, mas a jovem se nega. Então, Abdallah explica novamente que a mulher traiu um código de conduta e teve o castigo merecido. 

Aziz pede que Dalila o entenda e tente perdoá-lo, e ela responde. “Entender não apaga a mágoa que o senhor me causou. Quando enterrei ami, enterrei com ela uma parte do meu coração. O senhor não pode perdoar a minha mãe. Eu nunca vou poder perdoá-lo”, finaliza.     


Siga o NaTelinha nas redes sociais

Reportar erro

COMENTÁRIOS

Para comentar na página você deve estar logado com seu perfil no Facebook. Este espaço visa promover um debate sobre o assunto tratado na matéria. Comentários com tons ofensivos, preconceituosos, de propaganda e que firam a ética e a moral podem ser deletados. Participe!