Reta final

"Segundo Sol": Agenor humilha Severo: "dar uma surra em você até te matar"

O garçom vai morar no mesmo conjunto habitacional do engenheiro


segundo-sol-agenor_4ff8df0753a6e1762440fd98606a03f40ad751f1.jpeg
Divulgação/TV Globo

Na reta final de "Segundo Sol", Agenor (Roberto Bonfim) vai ser expulso de casa por Nice (Keize Ecard) e acaba virando vizinho de Severo nos destroços do conjunto habitacional. Logo que chega em um dos prédio, ele se depara com o engenheiro no meio dos mendigos.

Assim que reconhece Severo, Agenor se aproxima dele. "Vem cá, o senhor não é o Doutor Athayde, que era o dono da construtora desse prédio? Hein?", questiona. Severo não fica calado e o garçom vai continuar. "Eu tô falando com você! Que é? Tá fingindo que é surdo agora?", se irrita. "Você deve tá me confundindo...", despista o pai de Edgar (Caco Ciocler).

Mas Agenor não engole a conversa e tem certeza de estar reconhendo o ex-ricaço. "Confundindo nada! Eu estou lhe reconhecendo, o senhor foi ao enterro do homem que morreu aqui no desabamento apareceu várias vezes na televisão! É o senhor, sim! Sabe o que eu devia fazer? Juntar esses esfomeados e dar uma surra em você até te matar!" ameaça. "Era um favor que você me faria...", diz o velho, que está desanimado, quase depressivo.

Agenor continua a provocação. "Já sem teto também? Fala aí, velho!", diz o garçom sem receber resposta. "O seu castigo vai ser morrer soterrado debaixo de um prédio da própria Construtora Athayde, que você mesmo construiu! Tomara que uma laje caia na sua cabeça antes que você morra de fome!", diz.

Agenor olha para os mendigos: "Ó galerinha, comprei nossa comida com a vaquinha que a gente fez!", diz para os outros ocupantes do imóvel. Severo estende a mão, mas o garçom vai negar alimentar o ex-dono da construtora. "Você não. Você não é gente!", brada.

Mais Notícias