Relembre sete caminhoneiros marcantes da televisão brasileira

Divulgação

Publicado em 30/05/2018 às 09:58:05

Por: Taty Bruzzi

Nos últimos dias, o Brasil está vivenciando um dos manifestos mais importantes da história, de um peso tão imensurável que foi capaz de parar o país, literalmente. Estamos falando da paralisação dos caminhoneiros, uma das classes operárias de maior relevância.

Há anos, os motoristas de caminhões estão sendo massacrados por conta das péssimas condições de trabalho. Isso inclui valor elevado do combustível, taxa de frete e pedágio, além da falta de segurança decorrente da má conservação das estradas e dos inúmeros assaltos no percurso.

No dia 29 de junho comemora-se o dia deles. A data ainda está longe, mas como nunca se falou tanto da classe como na última semana, destacamos sete personagens da TV que ganharam destaque na boleia de um caminhão.

Relembre conosco:

Pedro e Bino

Impossível falar de caminhoneiro na televisão sem se lembrar da dupla formada por Pedro (Antonio Fagundes) e Bino (Stênio Garcia), no seriado “Carga Pesada”. A produção contou com duas versões, a primeira exibida entre 1979/1981 enquanto que a segunda foi ao ar entre 2003 e 2007, ambas contaram com os atores nos papeis principais. Na trama, os dois amigos inseparáveis passavam por muitas aventuras e alguns perrengues pelas estradas do Brasil.

Rosa

Na segunda versão de “Carga Pesada” (2003/2007), Patrícia Pillar interpretou Rosa em uma das temporadas do seriado. Na trama, a caminhoneira vivia um romance com o colega de profissão, Pedro.


publicidade

Zeca

Em “A Força do Querer” (2017), novela de Gloria Perez, Zeca (Marco Pigossi) era um ingênuo rapaz nascido e criado na cidade fictícia cidade de Parazinho, no Pará. Caminhoneiro, ele tinha verdadeira adoração pela profissão e muito orgulho do seu “possante”. Por motivos avessos à sua vontade, ele é obrigado a se desfazer do veículo e acaba se mudando para o Rio de Janeiro com o pai. Depois de fixar residência em Niterói, Zeca passa a trabalhar como motorista de cargas de uma empresa até conseguir comprar novamente o seu próprio caminhão.

Apolo

Exibida em 2016, “Haja Coração” trazia Malvino Salvador no papel do caminhoneiro Apolo, um homem simples e de bom coração que dava duro para ajudar a mãe na criação dos filhos. Apaixonado por Tancinha (Mariana Ximenes) desde que os dois eram crianças, o sonho do rapaz era se casar com a feirante, o que ele consegue no final da trama.

Cida

Em “A Favorita” (2008), Cida era uma mulher de temperamento forte. Interpretada por Claudia Ohana, ela burlou o preconceito da família e meteu o pé na estrada para trabalhar com o que mais gostava. E foi durante uma viagem que a bela conheceu Juca (Bento Ribeiro) e acabou vivendo um romance de tirar o fôlego com o rapaz.

Zé Bolacha

Em “A Próxima Vítima”, novela de Sílvio de Abreu exibida em 1995, Lima Duarte interpretava Zé Bolacha, um simpático caminhoneiro. Amante da obra de Guimarães Rosa, ele vivia recitando trechos da obra do autor. Em determinado momento, ele se envolvia com Irene (Viviane Pasmanter), uma mulher muito mais jovem.



publicidade

LEIA MAIS

publicidade

COMENTÁRIOS

Para comentar na página você deve estar logado com seu perfil no Facebook. Este espaço visa promover um debate sobre o assunto tratado na matéria. Comentários com tons ofensivos, preconceituosos, de propaganda e que firam a ética e a moral podem ser deletados. Participe!

publicidade