Reportar erro
Câmera Record

Rita Cadillac pensou em processar ex-Chacrete que morreu um dia após entrevista

Desfile da Grande Rio que homenageou Chacrinha rendeu convite polêmico; escola acabou rebaixada

ritacadillac-camerarecord-15022018_45b077d43d5aac010b8d827f36d1ae828b4949ba.jpeg
Divulgação/Record TV
Redação NT

Publicado em 15/02/2018 às 16:50:40

O convite para Rita Cadillac representar as Chacretes no desfile da escola de samba Grande Rio que homenageou Abelardo Barbosa, o Chacrinha, gerou grande polêmica, que ela comenta no "Câmera Record" desta quinta-feira (15).

Rita foi alvo de várias críticas e, no começo do ano, até mesmo uma outra ex-Chacrete, Sandra Mattera, mostrou-se indignada com a opção da agremiação, que acabou rebaixada no Carnaval do Rio. “Essa pessoa não nos representa”, escreveu na redes sociais.

Na primeira entrevista concedida ao programa, no final de janeiro, Rita comentou as agressões que sofreu: “Eu sou uma ex-Chacrete! Trabalhei de 74 até 84! Foram 10 anos! Então vem dizer que eu não sou? Eu sou, sim!”.

Furiosa, ela afirmou que pretendia processar a ex-colega: “Fiquei calada em dois anos de ataque! Eu não fiz nada, não respondi nem nada...E agora dessa vez eu falei não! Não tá dando mais!”. Rita admite que as críticas a perturbaram e explica: “Eles não chamaram todas porque não dá pra chamar todas!”.

No dia seguinte à entrevista, Sandra foi vítima de um ataque cardíaco fulminante e morreu. Rita Cadillac então recebeu mais uma vez a equipe do programa. Dessa vez, ela conta que desistiu de qualquer ação na Justiça, mas que continua a não aceitar a crítica.

Rita Cadillac pensou em processar ex-Chacrete que morreu um dia após entrevista

“É uma perda, claro que é. Eu peço que ela esteja em paz, que papai do céu a guarde, à família dela meus pêsames, meus sentimentos. Mas é uma coisa que eu não posso deixar.. Assim. Aconteceu, sim, aconteceu. Era muita ofensa, muita ofensa pra mim”, afirmou.

Ela também falou ao programa, que nesta quinta irá tratar de dietas que podem curar de rinites ao vício em cigarro, sobre sua dependência: “Toda vez que eu paro de fumar, eu engordo!". Ela confessa que fuma desde os 15 anos e que só parou quando teve o filho, Carlos. Foram dois anos longe do cigarro, mas o vício voltou.

Apresentado por Marcos Hummel, o "Câmera Record" vai ao ar às 22h30, na Record TV.