Marcos Harter fala sobre experiência como repórter no Carnaval e explica busca pela fama

Ex-BBB foi repórter do "Bastidores do Carnaval", na RedeTV!

Reprodução

Publicado em 14/02/2018 às 17:15:17

Por: Fabrício Falcheti com Sandro Nascimento

Polêmico participante do "BBB17" e de "A Fazenda 9", no ano passado, Marcos Harter foi um dos repórteres do "Bastidores do Carnaval", exibido de sexta (9) a segunda-feira (12) na RedeTV!.

Em entrevista ao jornalista Sandro Nascimento, do NaTelinha, ele falou sobre essa experiência. "Muito legal! Trabalhar é uma coisa muito legal. Não só na medicina, mas nas outras áreas você tem a responsabilidade de fazer o que o pessoal te pagou pra fazer. É saber se posicionar, é ter o timing da piada, perguntar a coisa certa na hora certa. Até brinquei, parece jogo de futebol, você precisa saber se posicionar, driblar os seguranças, de repente você tem que tá na cara da pessoa conversando. Tô adorando, sensacional a experiência!".

Questionado se beijou alguma mulher no Carnaval, Marcos foi sincerão: "No sábado de Carnaval, em São Paulo, eu peguei três, trabalhando. Até brinquei, vocês estão me pagando pra fazer isso? Mas no Rio é uma pegada diferente, bastantes famosos, é outra batida, não dá pra brincar tanto...".

Apesar de ter gostado de ser repórter, ele garantiu que não largará a Medicina. "A Medicina eu não largo, é a minha vocação, é aquilo que eu me preparei. Eu tenho 38 anos, 18 deles eu passei estudando pra fazer o que eu faço hoje. Eu amo muito o que eu faço. Se eu não gostasse até pensaria em trocar, mas não!", disse.


publicidade

E explicou essas suas presenças na TV: "A minha busca pela fama tem um fundamento: é exaltar a minha carreira médica, isso realmente vem acontecendo! É muito paciente, é muita consulta, é muita cirurgia...".

"Mas foi muito legal essa experiência, porque eu acho que infelizmente a gente vive pouco... A gente tem que escolher uma profissão, mas as outras profissões são legais, como essa experiência que eu tô tendo de ser repórter. E o que a gente não pode fazer ou não tem tempo, como outro exemplo que eu adoro, violino, a gente tem que admirar. Se eu não der continuidade a isso, vai ser uma boa recordação".

A fama não traz só coisas boas. Marcos Harter listou algumas coisas ruins: "Tem várias. Uma coisa que me incomoda muito é quando batem foto quando eu tô comendo. Eu prefiro mil vezes que alguem venha e me fale: 'vamos bater uma foto?', por mais que eu esteja com o dente sujo, eu faço uma brincadeira, bebo uma água e bato a foto, não tem problema. Mas bater foto quando eu estou comendo, não gosto. Mas isso é tranquilo".

"Uma coisa que me atrapalha é ver quanto as pessoas tem interesse... Aparece muita gente que não me procurava... Pessoas que não me conheciam eu não sei se estão me procurando pela fama ou porque seria um episódio que aconteceria mesmo se eu não tivesse ficado famoso. Mas pessoas que já não me procuravam mais, passarem a me procurar, é uma coisa que me preocupa. Não por mim em si, mas eu acho que as pessoas tem que ter dignidade. Se já não me procuravam, não me procura mais.. Só porque eu fiquei famoso?", concluiu.



publicidade

LEIA MAIS

publicidade

COMENTÁRIOS

Para comentar na página você deve estar logado com seu perfil no Facebook. Este espaço visa promover um debate sobre o assunto tratado na matéria. Comentários com tons ofensivos, preconceituosos, de propaganda e que firam a ética e a moral podem ser deletados. Participe!

publicidade