Reportar erro
Silvestre

Sucesso em "Carinha de Anjo", Blota Filho elogia crianças: "Profissionalismo inigualável"

Blota Filho também relembra sua passagem pelo seriado "Sandy & Jr." na Globo

blotafilhodivulgacao_d14dc84acf39ff5965a8d9ee456f055f612fb944.jpeg
Fotos: Divulgação
Thiago Forato

Publicado em 24/11/2017 às 08:00:00

O ator Blota Filho é um dos atores que compõe a versão brasileira de "Carinha de Anjo", no SBT, que fica no ar até maio, quando entra "As Aventuras de Poliana". As gravações já terminaram.

Dono de uma extensa carreira na TV, e também no SBT, com cinco novelas, ele é só elogios às crianças. "São espontâneas. Mas mostraram um profissionalismo inigualável. Eram, em média, um montante de 40 cenas por dia", relembra Blota Filho em entrevista ao NaTelinha.

Seu personagem na trama infantil, o Silvestre, existe na versão mexicana, mas disse não ter influenciado em sua composição. "O Silvestre que eu criei junto com as orientações me foram passadas pela direção é bem diferente da versão mexicana, mesmo porque não existia Francielly, que é o contra ponto dele", esclareceu.

Marcando toda uma geração como o professor Camilo do seriado "Sandy & Jr." na Globo, ele lembra com carinho: "Várias horas de gravações diárias e sempre num clima sadio e alegre. Vi crianças crescerem que hoje são profissionais respeitados pelo seu talento e garra. É bom ver os "filhos" crescerem e prosperarem".

Confira a entrevista do ator na íntegra:

NaTelinha - Você já trabalhou com o público adolescente, mas com crianças, e para crianças, foi a primeira vez, né? Como foi passar mais de um ano numa novela como "Carinha de Anjo", trabalhando ao lado dos pequenos?

Foi um aprendizado diário. Tanto em cena quanto fora dela. Crianças são espontâneas. Mas mostraram um profissionalismo inigualável. Eram, em média, um montante de 40 cenas por dia, e mesmo tendo momentos de descontração trabalharam ela sempre estavam prontas para gravar com o texto na ponta da língua.

NaTelinha -  Na versão mexicana, seu personagem foi interpretado pelo ator Polo Ortín. Você chegou a ver vídeos da "Carinha de Anjo" mexicana? Ajudou a compor o personagem?

O Silvestre que eu criei junto com as orientações que me foram passadas pela direção é bem diferente da versão mexicana, mesmo porque não existia Francielly que é o contra ponto dele. Assisti alguma cenas sim, mas não me influenciou não. É o meu entendimento desse Silvestre que a Leonor escreveu.

Sucesso em \"Carinha de Anjo\", Blota Filho elogia crianças: \"Profissionalismo inigualável\"

NaTelinha - Investindo nesse segmento de novelas infantis desde 2012, "Carinha de Anjo" estava fadada ao sucesso, a que você credita o bom desempenho desse tipo de trama no SBT?

Penso que o SBT encontrou um segmento ótimo que é o infanto juvenil. Existe um carência nesse segmento e sabiamente o SBT viu isso e supre essa carência. Sem contar que abre um campo de trabalho para os atores de São Paulo, já que o SBT é a única emissora que produz teledramaturgia em São Paulo.

NaTelinha - Esse não é seu primeiro trabalho no SBT. Você já esteve em "Pérola Negra", "Corações Feridos" e "Fascinação. Como ocorreu essa volta, e como foi voltar?

É a minha 5 novela na casa que me deu a primeira oportunidade em TV. É sempre bom estar lá. O SBT não tem tratamento estrelar aos seus atoes. Todo mundo é igual. Voltar onde se é bem tratado é maravilhoso. Rever pessoas que viram meu crescimento profissional é ótimo. Gosto de sair dos lugares deixando e sentindo saudades. E tendo a certeza que um dia eu volto.

Sucesso em \"Carinha de Anjo\", Blota Filho elogia crianças: \"Profissionalismo inigualável\"

NaTelinha - Você ainda é muito lembrado pelo Professor Camilo do seriado "Sandy & Júnior", na Globo? Quais as lembranças daquela época?

Ótimas. Meu primeiro trabalho na Globo, emissora que me mostrou pro Brasil todo num projeto longo e delicioso. Era árduo trabalho de segunda à segunda em Campinas. Todo dia íamos e voltávamos. Várias horas de gravações diárias e sempre num clima sadio e alegre. Vi crianças crescerem que hoje são profissionais respeitados pelo seu talento e garra. É bom ver os "filhos" crescerem e prosperarem.