Reportar erro
Só não te dou outra porque...

"Nova velha" mentira da internet coloca Chaves como filho de Seu Madruga

"Chaves" é exibido pelo SBT há 33 anos

chavesramon_bab36082c93d9f6297acb0adffd5af0cae95748c.jpeg
Pai e filho? Mentira...
Thiago Forato

Publicado em 26/10/2017 às 21:31:46

Há algumas horas, sites estão publicando a notícia de que o personagem Chaves, da famosa série mexicana produzida entre as décadas de 70 e 80 pela Televisa e exibida pelo SBT, é filho de Seu Madruga. Não é verdade.

A afirmação é feita com base numa falsa entrevista que Enrique Segoviano teria feito ao jornal Diario Libre de Santo Domingo, da República Dominicana.

Não se tem registros dessas afirmações, tampouco do conteúdo dessa falsa conversa em sua versão online, por exemplo.

As declarações sobre a paternidade de Chaves começaram a circular em 2015 por um portal peruano. A mentira começou a ganhar grandes dimensões.

Como dado adicional, salientamos que colocar Segoviano como parte da informação é ainda mais leviano, já que ele ficou na série somente até 1978, ano que Roberto Gomez Bolaños começou a tomar conta do cargo.

A história é a seguinte: segundo o diretor, Seu Madruga confessaria ao Professor Girafales que havia conhecido a mãe de Chaves e os dois tiveram um rápido romance. O episódio seria dividido em duas partes, e essa seria a primeira.

Na segunda, depois de não pagar (de novo) o Senhor Barriga e seus 14 meses de aluguel, ele despejaria o Seu Madruga, juntamente com Chiquinha. Para impedir, o Professor Linguiça (digo, Girafales) contaria toda a verdade.

De acordo com a tese, isso explicaria porque o Seu Madruga tenta ensinar tantas atividades ao Chaves, como boxe e violão, e lhe dar comida em alguns episódios. O famoso peso na consciência.

Alguns sites brasileiros vem dando a informação com um crédito ainda pior: o livro "El Diario Del Chavo Del 8", de 1995. Na publicação, dados e curiosidades sobre os personagens são revelados, mas não há nada sobre isso.

Nada sobre a paternidade de Chaves foi deixado por Roberto Gomez Bolaños, seu criador, antes de falecer, em novembro de 2014.

TAGS: