Simba fecha acordo com entidades e libera volta de canais à TV paga em São Paulo

Rodrigo Faro, Luciana Gimenez e Ratinho em anúncio explicando a situação dos canais

Publicado em 29/06/2017 às 15:50:48 , atualizado em 29/06/2017 às 20:28:59

Por: Fabrício Falcheti com Sandro Nascimento

Fora da TV paga desde o dia 29 de março na Grande São Paulo, quando o sinal analógico foi desligado, RecordTV, SBT e RedeTV! devem voltar às operadoras nos próximos dias.

Isso acontecerá não por um acerto com as teles, mas por ação da Proteste (Associação de Consumidores) e Inadec (Instituto Nacional de Defesa do Consumidor), que negociou com a Simba Content o restabelecimento provisório dos canais na TV por assinatura.

Joint-venture criada pelas três emissoras para cobrarem pelos seus sinais, a Simba as retirou das operadoras Net, Sky, Claro, Embratel, Vivo e Oi enquanto não chegavam em um acordo, o que se arrasta até agora.

O NaTelinha entrou em contato com a associação, que, através da representante Lívia Coelho, informou que a retomada dos sinais agora depende das operadoras, mas acredita que isso deve acontecer "o quanto antes".

- Cantor Netinho de Paula dá calote em empresa

- Ex-Panicat Babi Muniz entra para o elenco da novela "Apocalipse"

- Maytê Piragibe desabafa: "Xuxa falou coisas que não dizem respeito a ela, é mentira, constrangedor"

"O intuito da Simba é resolver os problemas que os consumidores estão tendo. Em razão disso, foi concedida a volta dos sinais, atendendo a um pedido que nós fizemos. Nós apontamos as reclamações que recebemos dos consumidores, porque as operadoras não estão dispostas a ressarcir ou inserir outros canais nos pacotes, eles não estão cumprindo os direitos dos consumidores", explicou.

E concluiu: "Então entramos em contato com o grupo, que deixou claro que o interesse deles é de estancar esse prejuízo dos consumidores".

"Está é mais uma conquista obtida com o diálogo entre Associação de Consumidores e fornecedores de serviços que beneficiará milhões de pessoas”, avalia Henrique Lian, diretor da Proteste.

Em nota, a Simba reforça que seguirá em negociações com as operadoras e que liberou os sinais de RecordTV, SBT e RedeTV! em prol "dos milhões de telespectadores impactados" temporariamente até que consiga "um valor justo" pelos canais.

"Cabe agora às operadoras avaliarem a mesma disposição. Estamos empenhando todos os esforços no sentido de concretizar essa negociação na maior brevidade possível em benefício de todos", completa.

Leia também:

- "Pega Pega": Ladrões armam novo esquema para fazer Carioca Palace ruir

- "Malhação": Keyla se recorda do pai de seu filho ao ver foto; saiba quem é

- Em 10 rodadas do Brasileirão, Globo prioriza São Paulo e Corinthians e "esconde" Palmeiras



publicidade

TAGS:

LEIA MAIS

publicidade

COMENTÁRIOS