Notícias

Nickelodeon anuncia produção de desenho baseada em filmes de Tainá


nicklogo.jpg
Divulgação

Sucesso de bilheteria nos cinemas no fim da década de 90 e início de 2000, a índia Tainá agora ganhará um desenho para chamar de seu.

A Nickelodeon anunciou nesta semana, que fará uma animação baseada nos filmes, em parceria com a produtora brasileira Sincrocine Produções, dos produtores Pedro Rovai e Virginia Limberger, que participaram da trilogia.

Com o nome de "Tainá - A Protetora da Floresta", o programa será feito com recursos oriundos do BNDES (Procult) e do Artigo 39 da Ancine, que incentiva produções nacionais para a TV por assinatura - é neste artigo, por exemplo, que foi captado dinheiro para ser feito o sucesso "Show da Luna", do Discovery Kids.

O desenho contará mais histórias da indiazinha Tainá que, junto de seus amigos, protege a Floresta Amazônica, sua fauna e flora contra a poluição e os caçadores que tentam matar espécies raras no local.

A primeira temporada contará com 26 episódios de 11 minutos cada, e tem previsão de estreia para o segundo semestre de 2017, em toda a América Latina.

Diretores da Nickelodeon e produtores da série comemoram o acordo. "É uma preocupação constante da Nick incluir programas em sua grade que levem mensagens positivas para a audiência, em um formato que faça parte do universo das crianças. Ter este conteúdo desenvolvido localmente, celebrando nosso país e sua imensa diversidade, nos deixa ainda mais satisfeitos com esta parceria”, comenta Jimmy Leroy, Vice-Presidente de Criação da Nickelodeon Latim America e Brasil.
 
“Através da parceria com a Nick, a carismática indiazinha Tainá irá levar o colorido da Amazônia e a mensagem que já está na trilogia para as crianças brasileiras e de todo o mundo, para que elas conheçam, admirem e valorizem a Natureza e nossas riquezas”, complementa Pedro Rovai, produtor geral da série.

Atualmente, a Nickelodeon está presente em todas as grandes operadoras de TV paga do Brasil e é um dos dez canais mais vistos segundo o Ibope.

TAGS: