Notícias

Di Ferrero lamenta ausência de Diego na grande final do "X Factor Brasil"

Decisão acontece nesta quarta (23), na Band


diferrero-outros.jpg
Jurados do "X Factor Brasil" conversam com jornalistas nos bastidores do programa - Foto: Reniere Lima

Restando poucos minutos para o início da grande final do "X Factor Brasil", na Band, Di Ferrero conversou com o NaTelinha sobre sua participação no programa e sobre suas maiores surpresas e decepções.

Questionado sobre quem mais teria o surpreendido, considerando o seu time e o dos outros jurados, o vocalista do NX Zero se recordou de alguns destaques.

Confira o bate-papo:

NaTelinha: Que candidato mais te surpreendeu ao longo dessas semanas de apresentações no palco, tanto em seu time quanto no de outros jurados?

Di Ferrero: A gente teve alguns incríveis..Alguns com algumas histórias, como o Miguel. Ele já entrou cantando bem, teve o lance da expressão corporal... No fim ele até dançou. Ele não conseguia abrir o olho, ele olhava a câmera e tinha receio... Ele tem 19 anos e já cantava bem.

NaTelinha: E alguma história chamou atenção?

Di Ferrero: A do Octávio. Uma história incrível. As pessoas às vezes não sabem, mas a gente não sabe da história de cada um. Se a gente soubesse... O Octávio foi preso. Eu diria sim. Superação! Uma história incrível. Mas a gente julga apresentação e não história. Ele aprendeu na raça e deu uma desenvolvida aqui.

NaTelinha: Houve alguma eliminação mexeu com você, independente do seu time ou fora?

Di Ferrero: Mexeu muito comigo a eliminação do Diego (foto/acima). Eu admiro quem não tem medo de ser o que é, quem se joga. Ele começou sempre se jogando mas vocalmente ele evoluiu e achei que ele foi completando as cartas pra ser um artista melhor. Ele é muito bom. E ele é muito novo, tem  18 anos. Ele poderia até mesmo estar na final. 

Mais Notícias