Notícias

Everaldo Marques comemora volta da NFL: "Felizmente, só cresce no Brasil"

Temporada do futebol americano começa nesta quinta-feira (8)


everaldo-marques.jpg
Fotos: Divulgação

"Setembro sempre chega". É com esse mantra que os fãs de futebol americano encaram o período que vinha desde o Super Bowl, normalmente em fevereiro, quando a bola oval não está voando nos campos. Mas para a alegria de todos, finalmente a NFL está de volta em temporada que começa nesta quinta-feira (8).

Transmitida pela ESPN e pelo Esporte Interativo, a partida de inauguração é a partir das 21h15, com uma reedição da última final: Denver Broncos e Carolina Panthers.

Aliás, a ESPN é só alegria quando se fala de futebol americano. No comparativo da temporada 2015/2016 com a temporada 2014/2015, a emissora apresentou 78% de crescimento de audiência entre o primeiro e o último jogo das finais de conferência.

No perfil da audiência, as mulheres representaram 44% do público que acompanhou as transmissões ao longo do último ano, número que reforça o crescimento do interesse feminino pelo conteúdo esportivo.

A transmissão do Super Bowl 50, em fevereiro, rendeu à ESPN a liderança entre os canais da TV por assinatura, demonstrando a força do futebol americano no Brasil, segundo maior mercado da NFL fora dos Estados Unidos.

A ESPN promete mais de 100 jogos transmitidos entre setembro deste ano até fevereiro de 2017, quando acontecerá o Super Bowl 51, que está marcado para o dia 5 devereiro, no NRG Stadium, em Houston, Texas, casa do Houston Texas.

Além de tudo isso, retornam também as narrações bem humoradas que fazem sucesso na rede. Quem abriu o caminho foi Everaldo Marques, que narrará sua 11ª temporada. Ele completa 10 anos corridos de transmissões de futebol americano, já que começou tudo em setembro de 2006.

Em entrevista ao NaTelinha por telefone, Eve, como é conhecido, falou um pouco do início de tudo e do crescimento do esporte ano a ano no Brasil: "Quando a gente começou, era só dois jogos por semana, domingo e segunda. Mas já naquela época, a NFL já tinha um público muito bom. Recebíamos muitos e-mails, comparados a jogos de primeira linha de futebol internacional. Obviamente, o esporte cresceu bastante com o advento das redes sociais, os fãs se encontram de alguma forma, mesmo que seja virtualmente. E a gente também fez um trabalho de ensinar o jogo para quem está chegando agora, é um trabalho didático que a gente faz há muito tempo, e ele continua agora... O público aumentou bastante nos últimos anos, e felizmente só cresce, com números melhores de audiência em relação ao ano anterior. Tomara que isso continue".

Por ter aberto o caminho, Everaldo passou a ser assediado. No Twitter, é bombardeado por mensagens e perguntas sobre a temporada. Tanto, que colocou na descrição de seu perfil na rede social a data do início da temporada. "NFL: 8 de setembro", escreveu ele, para diminuir um pouco as perguntas.

Eve fala que tenta ajudar na divulgação na medida do possível e assistir jogos sempre que pode e é convidado, mesmo com agendas apertadas: "Eu tento divulgar na medida que dá, dentro do possível, porque as agendas são muito apertadas. Mas eu já fui para eventos, acompanhei dois ou três jogos pessoalmente. Eu lembro que o primeiro jogo com os jogadores com equipamento completo foi no Ibirapuera, em 2008. Eu já fui em uma final de Torneio Touchdown, em Embu-Guaçu, aqui na Grande São Paulo. Nós já colocamos vídeos aqui no ar, falamos os resultados... Mas é muito legal ver isso, crescendo do jeito que tá.. É aquilo, quando você gosta de alguma coisa, você tenta espalhar para os seus amigos. Quando você gosta de um restaurante ou de um livro, você recomenda para eles. No futebol americano, é praticamente assim. A pessoa vê, acha legal, primeiro vai atrás de mais informações, e para isso a internet ajuda muito. No domingo de Super Bowl, tem gente que vai assistir de tanto que os amigos comentaram durante os dias que antecederam. Aí assiste um pouco pelo jogo, um pouco pelo Show do Intervalo, e às vezes dá uma chance nova para o jogo quando a temporada começa mesmo depois".

O narrador também conta como está a situação do esporte no Brasil, e cita o Rio Grande do Sul como estado de sucesso em relação à público nas partidas: "E tem coisas muito legais acontecendo. O Campeonato Gaúcho, por exemplo, ele teve público muito bom, principalmente jogos no interior do estado. Eu acho, não tenho certeza, que se você tirar as médias de público de Grêmio e Inter, só pegar os times pequenos do Rio Grande do Sul, a média de público do futebol americano ficou perto da média excluindo Grêmio e Inter. Isso é muito legal".

Everaldo Marques, claro, falou sobre o que ele espera desta temporada dos times, apontando extrema disputa pelos playoffs rumo ao Super Bowl: "Bom, a gente tem uma situação nova este ano, que é o atual campeão do Super Bowl sendo conduzido por um quarterback novato na temporada seguinte. Trevor Siemian tem essa barreira para enfrentar. Eu acho que Denver não vai colocar o peso das vitórias nas costas dele. Já na temporada passada, o Peyton Manning, mesmo sendo o gênio que a gente sabe que ele foi na carreira, ele não foi o melhor Manning que a gente viu na carreira. A competência da sua defesa é que levou o time longe. Então acho que eles vão confiar na sua defesa de novo e torcer para o Siemian seja prudente e eficiente. Não precisa ser um herói, se ele não for um desastre, já é um ótimo passo".

E continua: "O New England Patriots começa com o Tom Brady suspenso, mas são apenas quatro jogos, 25% da temporada, então se o QB reserva Jimmy Garoppolo entregar com 2 vitórias e 2 derrotas, 3 vitórias e 1 derrota pro Brady é normal, e as coisas tendem a se normalizar a partir da quinta partida. Vai ficar entre os favoritos. Green Bay precisa ser apontado também, assim como Seatte Seahawks. Vamos ver como Carolina Panthers vai reagir a decepção de ter sido vice-campeão no Super Bowl do ano passado, porque fez uma grande campanha, atropelou na final de conferência, mas o domínio foi do Denver Broncos. Mas um que eu estou bem curioso para ver é o Jacksonville Jaguars, que nos últimos anos não está brigando tanto assim pelos playoffs, mas se reforçou bem, conta com uma queda de produção do Indianapólis Colts, e pode quem sabe ir. Talvez seja um daqueles times que não foram para os playoffs no ano anterior, e consigam passar para a pós-temporada. Todo ano tem uma renovação, isso que é legal no futebol americano".

Anote na agenda: a NFL volta a partir desta quinta-feira. Na ESPN, o "Abre o Jogo" começa a partir das 20h, com a partida entre Denver Broncos e Carolina Panthers às 21h15.

Mais Notícias