Band tenta colocar 'panos quentes' em briga entre Boechat e Silas Malafaia

Divulgação

Publicado em 25/06/2015 às 08:14:50

Por: Fabrício Falcheti

Na semana passada, conforme noticiado pelo NaTelinha, o jornalista Ricardo Boechat detonou o pastor Silas Malafaia durante seu programa na rádio Band News FM.

O fato gerou enorme repercussão nas redes sociais, dentro da Band e na Igreja Assembléia de Deus. Malafaia chegou a dizer que 'pediria a cabeça' de Ricardo à Johnny Saad, presidente da Band.

Porém, agora, um pedido de paz parece ter acontecido. Segundo informações do jornal Folha de S.Paulo, Silas Malafaia e a direção da emissora conversaram por telefone. A intenção foi colocar panos quentes na briga, já que o pastor aluga espaços na grade da Band.

Mesmo assim, o clima entre as partes continua quente.

Entenda

Tudo começou quando Boechat recebeu uma mensagem de Malafaia, que se irritou com um comentário do apresentador e disse que ele "estaria incitando o ódio".

Revoltado, Ricardo deu uma resposta forte e direta para o pastor: "Ele tá pedindo para eu parar de falar asneira num programa de rádio, incitando o ódio. Ô, Malafaia, vai procurar uma r***, não me enche o saco! Você é um idiota, um paspalhão, um otário, um pilantra, tomador de grana de fiel, explorador da fé alheia. Você gosta de palanque, e palanque eu não vou te dar".

Boechat também disse que não exagerou na fala e nem generalizou: "Em nenhum momento, em nenhum momento mesmo, eu generalizei que pessoas que frequentam igrejas pentecostais, tinham ações de preconceito, até porque eu não sou idiota como você. Você é homofóbico, você é uma figura execrável, uma figura horrorosa, e que toma dinheiro das pessoas pela fé. Você é rico. Você é um charlatão, cara. Usa o nome de Deus, de Jesus, pra tirar grana. Repito: vai procurar uma r***!".
 
O fato gerou furor na internet e causou a ira de Malafaia. Em seu Twitter oficial, Malafaia prometeu pedir a cabeça do âncora para o dono do Grupo Bandeirantes, Johnny Saad: "Vou perguntar ao meu amigo Johnny, dono da Band, se a política do grupo é caluniar e difamar pessoas. UMA VERGONHA!".



COMENTÁRIOS