Notícias

Ex-intérprete de Bozo diz que já apresentou programa sob efeito de crack


marcospaje-bozo-entrevista-record.jpg
Reprodução/TV Record

O ator Marcos Pajé, que interpretou o palhaço Bozo entre os anos de 1983 e 1986 no SBT, revelou que já entrou no ar sob efeito das drogas.

Em entrevista para o "Câmera Record", programa jornalístico da Record, Pajé disse que ficou feliz por fazer o papel, mas que já era usuário na época: "Foi a maior honra fazer o personagem. Mas, na época, eu já era usuário. Eu usava 30 pedras de crack por dia, cinco dias direto. Eu ficava sem dormir, sem comer e emagreci muito. Eu perdi tudo. Só não perdi a dignidade, parei antes de me desesperar".

Além do crack, Marcos Pajé ainda revelou ter sido viciado em cocaína e, apesar de se considerar em recuperação, admite que ainda sente vontade de usar. "A abstinência causava fortes dores no corpo. Eu me considero em recuperação, ainda tenho vontade e, se eu disser que não, é mentira", afirmou.

Ao voltar à comunidade onde comprava drogas, na Zona Norte de São Paulo, o ex-Bozo relatou a preocupação com a segurança pessoal: "Comecei a vir buscar droga aqui e acabei ficando. Consumia droga e dormia aqui. Quando você é viciado em drogas, você tem sempre que andar com as costas viradas para a parede".

O programa "Bozo" estreou no dia 15 de setembro de 1980 e ficou no ar até março de 1991. Em 2012, o SBT reviveu o personagem, mas logo aposentou-o novamente.

Mais Notícias