Reportar erro
Notícias

Podendo ser preso, Jorge Kajuru coleciona polêmicas em sua carreira; veja

Sempre foi conhecido por suas opiniões ácidas e polêmicas

jorge-kajuru-polemicas.jpg
Foto: Divulgação
Thiago Forato

Publicado em 27/11/2014 às 16:12:46,
atualizado em 10/05/2021 às 16:49:33

 

Jorge Kajuru sempre foi conhecido por suas opiniões ácidas e polêmicas. Fora da televisão aberta nacional desde 2006, o jornalista coleciona processos judiciais e inimigos por onde passa.

O processo de difamação movido por Luciana Gimenez contra Jorge Kajuru entrou na 5ª Vara Criminal do Rio de Janeiro e ele será intimado por edital, no Diário Oficial e nos jornais.

Kajuru pode ser condenado à revelia se não comparecer à audiência. O processo corre na esfera criminal e o jornalista pode pegar de um mês a um ano de detenção além de multa. No Twitter, ele chamou Luciana Gimenez de "vagaba profissa".

Agora, o NaTelinha separou cinco grandes polêmicas do apresentador na carreira. Confira:

5. Kajuru e o pugilista

Durante o programa "Esporte Total", que comandava na Bandeirantes em 2004, Kajuru acusou o pugilista Marinho Soares de ser covarde após nocautear seu adversário, segundo sua visão, sem necessidade.

O lutador levantou e começou a proferir xingamentos e palavras de baixo calão contra o jornalista ao vivo. Rapidamente, a produção interveio para contornar o caso e o comercial veio emergencialmente.

4. Troca-troca

Em 2006, numa entrevista para o programa "Charme" de Adriane Galisteu, ainda no SBT, Kajuru relatou já ter tido uma experiência homossexual na infância. O fato gera piadas até hoje por conta da sua declaração.

3. Pós-Copa em 2006

Em seu programa "Jogo Duro", que era exibido aos domingos no SBT,  Kajuru disparou contra a CBF, a Globo, e jogadores após a eliminação do Brasil na Copa do Mundo.

"Minha reclamação contra a Globo e CBF no Procon é sobre propaganda enganosa", ironiza Kajuru, quando na ocasião a seleção brasileira era apontada como favorita por parte da imprensa pelo esquema tático, como o "quadrado mágico" com Kaká, Ronaldinho Gaúcho, Adriano e Ronaldo.

O programa rendeu 12 pontos de média e pico de 17.

Porém, logo após as críticas à CBF, Kajuru acabou demitido do SBT nacional. Ele diz que o presidente da entidade na época, Ricardo Teixeira, teria pedido sua cabeça à Silvio Santos, que o mandou para filiadas de sua emissora no interior de São Paulo.


 

2. Copa do Mundo comprada?

Há algum tempo, Jorge Kajuru insistia em dizer que a Copa do Mundo de 2014 estava comprada pelo Brasil, com conhecimento de jogadores e técnico. Inclusive, ele chegou a dar uma entrevista para o "Conexão Repórter", no SBT, profetizando que a seleção canarinho ganharia o Mundial aqui.

Posteriormente, ele foi massacrado pelos internautas e telespectadores que confiaram em sua palavra.

1. Demitido ao vivo

Em 2004, também no seu programa "Esporte Total", na edição noturna, Jorge Kajuru estava cobrindo uma partida do Brasil num amistoso contra a Argentina.

Antes do jogo, Kajuru denunciava a farra de ingressos dados pelo então governador de Minas Gerais, Aécio Neves, que segundo o jornalista tirava o lugar de cadeirantes dentro do estádio, descumprindo o estatuto do torcedor.

Quando chamou o intervalo, Kajuru nunca mais voltou. A princípio, o apresentador creditou sua demissão a um grande anunciante, mas posteriormente chegou a conclusão que Aécio teria pedido sua "cabeça".