Documento NT visita TV Brasília, a melhor afiliada da RedeTV! em Ibope

Publicado em 19/08/2014 às 14:36:10

Por: Sem autor

O Documento NT continua sua série de reportagens sobre as emissoras locais de Brasília. Ontem, você acompanhou os bastidores do SBT, e nesta terça (19) relatamos nossa visita à TV Brasília, afiliada da RedeTV! na capital federal.

Fomos até lá porque ela é a melhor afiliada da rede em todo o país. Programas como "DF Alerta", apresentado por Fred Linhares, já atingiram picos de 23 pontos de audiência, algo que a cabeça da rede nunca viu em São Paulo, principal praça da televisão brasileira.

O forte da TV Brasília é o horário do almoço, que é chamado pelo canal de "Super Faixa Local". Das 11h30 até 14h, a emissora exibe três programas: o "Jornal Local", um jornalistico com o noticiário de cidades, o já citado "DF Alerta", que é focado no policial, e o "Clube TV", que mescla entretenimento e histórias de superação.

Este programa é apresentado por Arthur Luís, que além de trabalhar na TV, é gerente da Clube FM, rádio que é primeira colocada no Ibope da cidade há alguns anos. A sua atração estreou faz pouco tempo, cerca de cinco meses, e já atinge picos de 6 pontos, com média de 4, brigando forte pela terceira colocação, além de não raramente ser vice-líder, perdendo apenas para a Globo.

Por trás, a TV Brasília tem um grande segredo: pertence aos Diários Associados, que tem investimentos em vários estados e é um dos maiores grupos de comunicação do Brasil. No Distrito Federal, além de TV e a Rádio, tem o conceituado Correio Braziliense.

Visita do repórter

Por gentileza da emissora, um carro foi me buscar na residência em que estava. Chego na sede por volta das 12h50, quando o "DF Alerta" está no ar. Converso um pouco com a produção do "Clube TV", para saber quais as prioridades do programa. Pelo que noto, é o entretenimento, e "contar histórias" no amplo sentido da palavra. Me chama a atenção também como a redação da televisão é totalmente integrada com os estúdios.

Quando os jornais e programas vão ao ar, existe um silêncio que me chama atenção. "É o respeito, né? Chega a ser engraçado, mas é legal essa interação da redação com o os programas", me diz uma produtora. Depois, converso com a gerente de jornalismo da emissora, Simone Souto, que me conta exatamente o que é a "Super Faixa Local", que é o grande chamariz da TV Brasília: "É como se fosse um jornal impresso. O 'Jornal Local' é sobre cidades, problemas do cotidiano. Já o 'DF Alerta' é mais focado no policial, de uma forma que o Fred faz. Já o 'Clube TV' é como a parte de variedades, com dicas de cinema, música, e pra somar, colocamos histórias de superação, que tocam as pessoas".

O "Clube TV" começa. Vejo um apresentador carismático e diferenciado apresentando. Arthur é seguro, espontâneo e trata todos da equipe muito bem. No estúdio, existe um DJ, isso quando não é recebido um grande artista.

O apresentador me fala sobre a integração do programa com a rádio: "É como a rádio vindo parar na TV. E isso, acho, é o segredo do sucesso dele. É divertido fazê-lo. Nós mostramos uma outra Brasília, o lado cultural dela". Simone também me ressalta isso: "Nós queremos com o 'Clube TV' mostrar esse outro lado da cidade, que não é só problema, que não é só política, mas sim, cultura, diversão, música, e a história dos moradores daqui".

Por fim, a gerente de jornalismo diz que a parceria com a RedeTV! é muto proveitosa: "Como eles tem uma base aqui, eles fazem a parte de polícia de Brasília, tem uma equipe própria pra isso, e ficamos apenas com o local. Isso ajuda muito, nos dá uma proximidade muito grande com o público".

Arthur me convida para almoçarmos e faço uma pergunta para ele sobre concorrência. "É difícil, o horário é puxado, mas eu confesso que estou feliz com os números. Várias vezes, eu fico na frente da Record. É gratificante", responde.

Amanhã, para encerrar a série em Brasília, mostraremos os bastidores e entrevistas com os principais nomes da Record Brasília, incluindo uma forte entrevista com o apresentador do "Balanço Geral DF", Henrique Chaves. Até lá!
 



COMENTÁRIOS