Notícias

Para voltar à Seleção, Dunga teria pedido fim de privilégios à Globo


dunga-selecao-2014-fotouol.jpg
Dunga em sua apresentação nesta terça - Foto: Julio Cesar Guimarães/UOL

O técnico Dunga foi apresentado na manhã desta terça-feira (22) como o novo comandante da Seleção Brasileira, após o fiasco na Copa do Mundo onde o Brasil foi eliminado pela Alemanha na semifinal, perdendo de 7 a 1.

Segundo o jornalista Ricardo Perrone, para voltar a treinar a Seleção (ele foi técnico entre 2006 e 2010), Dunga fez alguns pedidos, que podem ser considerados como exigências.

Ele pediu o fim dos privilégios para alguns membros da imprensa, principalmente a Rede Globo. Para Dunga, ninguém pode falar apenas com um canal, e sim com todos, de preferência em entrevistas coletivas. Na Copa de 2010, a Globo teve vários problemas com o técnico, por causa dos privilégios que era acostumada a ter. O mais emblemático episódio foi quando, em uma entrevista coletiva, Dunga xingou Alex Escobar. O fato fez o "Fantástico" escrever um editorial, rebatendo a grosseria dele nas coletivas. Pouco depois, o técnico pediu desculpas e reconheceu o erro.

Depois que saiu da Seleção, Dunga comandou apenas o Internacional de Porto Alegre, em 2013. Na equipe, venceu o Campeonato Gaúcho mas foi demitido durante o Campeonato Brasileiro. Ele foi criticado por fazer um time de qualidade não jogar bem.

Em tempo

Na coletiva desta terça, como já era esperado, Dunga falou sobre sua relação com a imprensa.

"Sei que eu tenho de melhorar no contato com as pessoas, com os jornalistas. Talvez na primeira passagem pela seleção, por ser oriundo do futebol e por não ter tido experiência anterior como treinador, tenha focado demais dentro de campo. Sobre os resultados dentro de campo eu não preciso falar muito, mas preciso aprimorar meu relacionamento com a imprensa, o que é normal. Essa é a minha mea culpa", disse ele.