Reportar
erro
Notícias

Lançada pela Record, autora Gisele Joras será dispensada da emissora


46e511450f5a1431dae7e29d02fb9d36.jpg
Divulgação/TV Record
Por Redação NT

Publicado em 18/06/2014 às 11:02:05

Lançada pela Record após vencer um concurso de roteiristas em 2006, Gisele Joras será a próxima baixa da dramaturgia da emissora paulista.

Segundo a coluna Canal 1, a autora, assim como Edson Spinello, que dirigiu todas suas novelas na casa, não terá seu contrato renovado. Ela será dispensada logo após o término de seu contrato, que se encerra em julho.

Gisele Joras escreveu três novelas na Record. Em 2007, ela emplacou "Amor e Intrigas", a qual após um início conturbado, subiu e ganhou força na faixa das 22h. O trabalho foi bastante elogiado pela crítica. O mesmo ocorreu com "Bela, a Feia" em 2009, uma adaptação de "A Feia mais Bela", quando o contrato com a Televisa ainda vigorava.

A última trama de Joras na emissora foi "Balacobaco", que não empolgou no Ibope apesar de ter alcançado números superiores a "Pecado Mortal" e "Vitória". Lançada em 2012, a história foi produzida às pressas afinal o fiasco de "Máscaras" fez com que o canal reduzisse o tempo em cartaz do folhetim quase pela metade.

Gisele Joras é a segunda dispensa no time de autores principais da Record nos últimos meses. Em dezembro de 2013, o canal dispensou Lauro César Muniz, de "Máscaras".

Sucessora de "Vitória"

Gisele Joras era considerada certa como autora da substituta de "Vitória", que deve se encerrar entre o fim deste ano e o início do próximo. Edson Spinello seria o diretor.

Com a dispensa de ambos, não se sabe confirmar se a dupla estará disponível e aceitará tal projeto.

Destino

Ainda que conte com prestígio na dramaturgia, ainda não é possível afirmar um acerto de Joras com a Globo.

A emissora carioca, ainda que sempre atenta a talentos, possui um extenso casting de autores e mesmo que esteja apostando em novos nomes, há uma série deles que aguardam espaço, como Jackie Velego, Fausto Galvão, Manuela Dias, somando aos que estrearam recentemente (caso de Cláudia Lage) e aos que já estão escalados, como Marcelo Saback.

Em paralelo, há o SBT como alternativa. Existe o desejo de se lançar um novo horário de novelas brasileiras. No entanto, o canal ainda tem duas novelas de Tiago Santiago em seu acervo para serem produzidas sem nenhum custo adicional para produção de texto.