Notícias

Emissoras terão que driblar barreiras impostas por Dunga durante a Copa


A Globo e a Band, que detêm os direitos de transmissão da Copa do Mundo, que será realizada na África do Sul a partir de junho, terão uma difícil missão. Ao contrário das últimas edições, nesta, as emissoras não terão acesso irrestrito ao hotel da seleção, treinos televisionados, escalações antecipadas, nem exclusivas com os atletas.

 

 


Treinador não irá facilitar a vida das emissoras durante a Copa

 



Tudo porque o técnico da seleção, Dunga, pretende ser durão e não facilitar a vida das duas emissoras, com o objetivo de evitar que isso atrapalhe o rendimento da seleção. Em entrevista à jornalista Keila Jimenez, o diretor de jornalismo da TV Globo, Carlos Henrique Schroeder, confirmou que a CBF colocará limites dessa vez. “A CBF já nos avisou que não poderemos acompanhar todos os treinos, como fizemos em anos anteriores, nem teremos tanto acesso à seleção. Mas isso não atrapalhará nossa cobertura. Só dará um pouco mais de trabalho”.


A turma do “Casseta & Planeta” também teme as possíveis barreiras impostas por Dunga, e, por isso, resolveu enviar apenas dois representantes da trupe para a África do Sul. “Se para o jornalismo vai complicar, imagine para a gente? O Dunga não tem senso de humor”, diz o comediante Cláudio Manoel.