Ainda dá tempo!

Oscar 2022: Onde assistir os filmes indicados ao prêmio

O vencedor sairá na próxima semana


Cena de Duna e de Ataque dos Cães, em foto montagem
Ataque dos Cães e Duna são favoritos ao Oscar 2022 - Foto: Montagem/Divulgação
Por Redação NT

Publicado em 21/03/2022 às 06:42:15,
atualizado em 21/03/2022 às 12:19:09

Embora tenha perdido parte de seu glamour nos últimos anos e sido muito criticado pela falta de espaço à minorias, o Oscar 2022 segue como um dos principais, senão o mais importante do mundo para os filmes. Com previsão de ter seus vencedores divulgados no próximo domingo (27), o evento contará com a presença de grandes nomes da indústria de Hollywood e de outras partes do planeta. Mas quem gosta de longas e em tempos de streaming, onde assistir cada um dos indicados?

A lista do Oscar 2022 apresentou nomes importantes e foi considerada justa por parte importante da crítica, tendo indicado aqueles que foram considerados os melhores filmes do ano. Até o momento, parte dos especialistas considera como favoritos Duna e Ataque de Cães, mas houve indicações de produções que caíram na graça do telespectador, como Não Olhe para Cima, que chegou a virar meme no Brasil.

Onde ver os filmes do Oscar 2022

Belfast (Cinemas)

Cada vez mais em crescente entre os apostadores para o prêmio, o filme estrelado por ninguém menos que Caitriona Balfe, a protagonista de Outlander, série muito conhecida no Brasil, ainda não está disponível em nenhuma plataforma de streaming, até porque, o longa foi liberado para os cinemas do mundo todo no mês de março. 

A trama segue uma família protestante da Irlanda do Norte a partir do olhar de Buddy, o filho de 9 anos, em trama que se passa nos tumultuados anos 1960. O garoto passa pela cidade e vê as lutas trabalhadoras, além das transformações e violência, ao mesmo tempo que sonha com um futuro melhor para os pais.

Não Olhe para Cima (Netflix)

O filme protagonizado por Leonardo Di Caprio e Meryl Streep virou febre no Brasil logo depois de seu lançamento, com muita gente fazendo paralelo à história com a realidade do negacionismo na política nacional. A produção é original da Netflix e pode ser assistida na plataforma. Embora não apareça bem nas casas de apostas, o longa ganhou uma indicação e pode surpreender.

A história acompanha a vida de dois astrônomos que descobrem um meteoro gigante vindo de encontro à Terra e que pode destruir a vida no planeta. A presidente, a princípio não acredita e resolve ignorar, mas depois abraça a causa para tentar melhorar sua popularidade e faz de um dos cientistas uma espécie de pop star.

Duna (HBO Max)

Tido como o grande favorito quando a lista de indicados foi divulgada, Duna é desses filmes feitos para vencer o Oscar e vem fazendo uma trajetória importante nas premiações que antecedem ao da Academia. Para quem tiver interesse, ele está disponível na HBO Max.

Inspirado na série de livros de Frank Herbert, Duna se passa em um futuro longínquo. O Duque Leto Atreides administra o planeta desértico Arrakis, também conhecido como Duna, lugar de única fonte da substância rara chamada de "melange", usada para estender a vida humana, chegar a velocidade da luz e garantir poderes sobrehumanos. Para isso ele manda seu filho, Paul Atreides (Timothée Chalamet), um jovem brilhante e talentoso que nasceu para ter um grande destino.

Licorize Pizza (Cinemas)

Licorize Pizza foi uma das surpresas do Oscar e uma tentativa da premiação em atrair o público jovem, mas se engana quem pensa que trata-se de uma produção no estilo Netflix, recheado de sexo e dramas adolescentes. A narrativa é feita pelas mãos de Paul Thomas Anderson, um dos mais respeitados de Hollywood. O filme não está disponível no streaming, mas pode ser visto nos cinemas.

Situado no início dos anos 1970, Licorice Pizza recria a região de Encino na qual Thomas Anderson cresceu e passou boa parte da sua infância. No centro da história está Gary Valentine (Cooper Hoffman), ator mirim que busca continuar em alta após conseguir destaque em algumas produções. Apesar de viver no meio da indústria cinematográfica pulsante da época, o garoto de apenas 15 anos é praticamente movido por ambição. Seu ímpeto em conseguir dinheiro e sucesso com os mais variados tipos de negócios --de venda de colchões de água ao comando de uma loja de fliperamas-- o faz parecer mais velho, mas, no fundo, ele ainda é apenas um adolescente inseguro.

Ataque dos Cães (Netflix)

O grande favorito ao Oscar 2022, ao lado de Duna é este. O filme tem direção da poderosa Jane Campion e o selo original da Netflix, além de um elenco peso pesado, como Benedict Cumberbatch e Kirsten Dunst, tendo sido muito elogiado pela crítica.

Phil e George são irmãos, e comandam juntos a fazenda familiar que receberam como herança. Enquanto o primeiro é um patrão tirânico, respeitado pelos funcionários, o segundo tem um temperamento dócil, sendo ignorado pelos pastores e caubóis. Quando George se casa com Rose, uma viúva cujo filho adolescente é considerado efeminado demais para os padrões locais, Phil faz questão de deixar claro que os dois não são bem-vindos na propriedade. Começa uma batalha silenciosa e feroz pelo poder.

No Ritmo do Coração (Amazon Prime Video)

Mais um filme do streaming, dessa vez da Prime Video, que vem cada vez mais ganhando espaço no mercado de longas e de premiações. Dessa vez, a produção indicada chama a atenção por sua história e elenco, sendo protagonizado por ninguém menos que Emília Jones.

No Ritmo do Coração conta a história de uma família com deficiência auditiva que comanda um negócio de pesca em Gloucester, nos Estados Unidos. Ruby (Emilia Jones), a única pessoa da família que escuta, ajuda os pais e o irmão surdo com as atividades do dia-a-dia. Mas por conta disso, ela é vista como alguém estranha em sua escola, isso até ela se juntar ao coral, onde acaba se envolvendo romanticamente com um de seus colegas e começa a fazer amizades. 

Drive my Car (Cinemas)

Como vem acontecendo nos últimos anos, com Parasita (2020), o Oscar abre espaço para filmes de outras nacionalidades e, dessa vez, quem conquistou o espaço foi Drive my Car, um longa japonês, baseado em um conto de muito sucesso no país. Aqui no Brasil pode ser visto nos cinemas e em abril chega no Mubi.

Em Drive My Car, adaptado de um conto de Haruki Murakami, o filme segue duas pessoas solitárias que encontram coragem para enfrentar o seu passado. Yusuke Kafuku (Hidetoshi Nishijima) é um ator e diretor de sucesso no teatro, casado com Oto (Reika Kirishima), uma mulher muito bonita, porém também uma roteirista com muitos segredos, com que divide sua vida, seu passado e colaboração artística

King Richard: Criando campeãs (HBO Max)

O longa é inspirado na história de Richard, o pai das tenistas Serena e Venus Williams e já chama a atenção por mostrar como é a vida das vitoriosas irmãs, mas com enfoque na obstinação do pai, vivido por Will Smith, favorito na categoria de melhor ator. O longa está disponível no Brasil na HBO Max.

King Richard: Criando Campeãs é um filme biográfico inspirado em Richard Williams, pai das famosas tênistas Serena Williams e Venus Williams. Obstinado em fazer de suas filhas futuras campeãs de tênis, Richard (Will Smith) usa métodos próprios e nada convencionais, seguindo a visão clara de futuro que construiu para as filhas Serena (Demi Singleton) e Venus (Saniyya Sidney).

O Beco do Pesadelo (Cinemas)

Simplesmente com a assinatura genial de Guillermo del Toro, o longa entrou na corrida pelo prêmio atrás algumas cabeças dos principais favoritos, mas ninguém se surpreenderá se levar a estatueta. Após ser exibido no segundo semestre nos cinemas brasileiros, o longa ainda segue em algumas salas, mas não está disponível em nenhum serviço de streaming.

Em O Beco do Medo, quando o carismático, mas sem sorte, vigarista Stanton Carlisle (Bradley Cooper) acaba entrando para um "circo dos horrores" após perder tudo. Lá ele encontra a vidente Zeena (Toni Collette) e seu marido Pete (David Strathairn), que fazem um show de leitura fria e um engenhoso sistema de linguagem codificada para fazer parecer que ela tem poderes mentais extraordinários. Mas logo Pete começa a ensinar a Stan sobre os truques, fazendo com que Stan tenha uma ideia para um "passaporte" para a riqueza e tirar dinheiro da elite Nova Yorkina dos anos 1940. 

Amor, Sublime Amor (Disney+)

Um filme baseado em uma peça da Broadway já chamaria a atenção naturalmente, ainda mais quando conta uma história de amor na borbulhante Nova York, comandada por gangues em 1957. Criado apenas por Steven Spilberg, o longa estará disponível na Disney+ apenas a partir de maio.

Adaptado de um musical da Broadway, Amor, Sublime Amor conta uma história de amor e rivalidade juvenil que se passa na Nova Iorque de 1957. As gangues Jets, estadunidenses brancos, e os Sharks, descendentes e/ou porto-riquenhos, são rivais que tentam controlar o bairro de Upper West Side. Maria (Rachel Zegler) acaba de chegar à cidade para seu casamento arranjado com Chino (Josh Andrés Rivera), algo ao qual ela não está muito animada.

Acompanhe a TV NaTelinha no YouTube

Resumos de novelas, entrevistas exclusivas, bastidores da televisão, famosos, opiniões, lives e muito mais!

Inscreva-se
TAGS:
Mais Notícias