Reportar erro
Polêmica

Favorito ao Oscar, filme "A Forma da Água" está sendo acusado de plágio

aformadaagua_e9ee4b35c16ffc9d092621bebd46f39a9d4a3e63.jpeg
Divulgação
Taty Bruzzi

Publicado em 24/02/2018 às 18:57:16

Filme favorito ao Oscar deste ano com 13 indicações, “A Fórmula da Água” está sendo acusado de plágio pelo filho do escritor Paul Zindel (1936-2003), vencedor do prêmio Pulitzer.

De acordo com o The Hollywood Reporter, David Zindel afirma que a história do longa-metragem trata-se de uma cópia da peça “Let Me Hear You Whisper”, escrita em 1969 pelo seu pai.

Assim como na produção assinada por de Guillermo Del Toro, o trabalho do autor também narra a história de uma funcionária de um laboratório que acaba se apaixonando por uma criatura aquática prestes a ser morta por cientistas.

Apresentado mais de uma vez nos palcos, além de ter sido adaptado para a TV duas vezes, o texto original faz parte do currículo escolar em muitas instituições educacionais. “Estamos chocados que um grande estúdio tenha feito um filme obviamente derivado do trabalho do meu pai sem qualquer tipo de reconhecimento ou pedido de aquisição dos direitos”, disse David em comunicado enviado ao The Guardian.

Favorito ao Oscar, filme \"A Forma da Água\" está sendo acusado de plágio

Segundo os advogados da família do escritor, há muitos detalhes em comum entre o filme e a peça. Porém, os herdeiros de Paul Zindel jamais foram procurados pelos produtores do longa que é considerado um sucesso pela crítica e o público.

“São muitas semelhanças para ignorarmos e, por isso, precisamos agir”, afirmam. Questionando pontos levantados pelo processo, os produtores de “A Forma da Água” vão defender a obra nos tribunais.

Em nota publicada no The Guardian, o estúdio Fox Serchlight, responsável pela produção do filme, defende o diretor: “O sr. del Toro tem uma carreira de 25 anos durante a qual fez dez longa-metragens e sempre foi bem aberto ao comentar suas influências. Se a família Zindel tive qualquer dúvida sobre este trabalho original, nós estamos abertos a conversar com eles”.

Mais Notícias