Guerra de streamings

Netflix pode perder 4 milhões de assinantes nos EUA após saturação de mercado

Enquanto isso, Disney+ acumula quase 30 milhões de assinantes em três meses

Netflix pode perder 4 milhões de assinantes nos EUA após saturação de mercado
Netflix pode ter perda de assinantes considerável - Divulgação

Publicado em 15/02/2020 às 11:04:34

Por: Thiago Forato

A Netflix está em vias de perder quatro milhões de assinantes nos Estados Unidos, seu maior mercado. A queda, segundo a casa de análises Needham, deve acontecer ao decorrer do ano.

A razão para isso acontecer é o alto preço da gigante do streaming em comparação com seus concorrentes como a Disney, Hulu e Peacock, da Comcast - este último ainda será lançado.

De acordo com dados da empresa Nielsen, há uma saturação no mercado de assinatura sob demanda. A Netflix tinha 67 milhões de assinantes nos Estados Unidos e no Canadá no último trimestre.

Enquanto isso, a Disney relatou que seu novo serviço, o Disney+, acumulou 28,6 milhões de assinantes desde novembro.

Sem anúncios na Netflix

"Para 84% dos entrevistas, o custo é o mais importante para quem assina esses serviços. A Netflix custa entre US$ 9 e US$ 16 por mês, de 30% a 100% acima da Disney+, Apple+, CBS All Acess e Peacock", afirmou Laura Martin, analista da Needham.

Cada um dos serviços listados por ela tem preços entre US$ 5 e US$ 7 por mês. O Peacock, da Comcast, deve ser lançado em abril e deve contar com três planos. A primeira, gratuita e com anúncios, mais limitado; outra por US$ 5 e com mais conteúdo, mas ainda com propaganda, e outra premium de US$ 10, sem pausas.

De acordo com Martin, a Netflix não tem condições de suportar uma receita menor pela fórmula do negócio, e sugeriu que a empresa baixasse sua assinatura. Em troca, a inserção de anúncios para compensar.

A Netflix, por sua vez, já se manifestou contrária a prática e garantiu que jamais colocará anúncios nos seus programas.

A empresa aposta na força de mercados internacionais para alimentar seu desempenho financeira.




publicidade

LEIA TAMBÉM

publicidade

COMENTÁRIOS

Para comentar na página você deve estar logado com seu perfil no Facebook. Este espaço visa promover um debate sobre o assunto tratado na matéria. Comentários com tons ofensivos, preconceituosos, de propaganda e que firam a ética e a moral podem ser deletados. Participe!