Qualidade vs Quantidade

Catálogo da Disney+ não terá sequer 20% da quantidade de conteúdo da Netflix

Disney+ chega ao público estadunidense em 12 de novembro

Catálogo da Disney+ não terá sequer 20% da quantidade de conteúdo da Netflix
Disney+ é o novo serviço da Disney - Divulgação

Thiago Forato
i

Thiago Forato

Thiago Forato é jornalista, escreve sobre televisão há 14 anos e assina a coluna Enfoque NT há oito, além de matérias e reportagens especiais no NaTelinha. Converse com ele:

thiagoforato@natelinha.com.br

Twitter: @tforatto

Publicado em 24/04/2019 às 10:35:09

A aposta da Disney para 2019 é o seu próprio serviço por streaming, que será lançado em 12 de novembro nos Estados Unidos.

O atrativo da plataforma é justamente o conteúdo própria da empresa. Muitos filmes, séries e também algum original na busca pela preferência do espectador.

Se por um lado o conteúdo promete de qualitativo, no que tange a quantidade, ainda estará bem abaixo da Netflix. É o que informou a revista Variety.

Segundo a publicação, a Disney+ será lançada com menos de 20% da quantidade de conteúdo presente na Netflix.

O levantamento foi realizado pela Ampere Analysis e descobriu também que o serviço da Disney terá 7500 episódios de séries e 500 filmes em sua estreia. Esse número representa 16% dos 47 mil episódios e 12,5% dos quatro mil filmes presentes no catálogo da Netflix.

O arsenal da Disney ainda será menor que de outros concorrentes, como o Amazon Prime, presente também no Brasil, e o Hulu, restrito à Terra do Tio Sam ainda.

Apesar disso, a pesquisa destaca que os conteúdos da Disney estão na frente quando o assunto é percepção de qualidade pelos consumidores.

Segundo o diretor de pesquisa da Ampere Analysis, todo título da Disney precisa garantir uma audiência, mas com toda a biblioteca da Disney e da Fox para escolher, isso é viável.

Grandes blockbusters como o recente "Capitã Marvel" estão confirmados para o catálogo. O preço será menor, somente US$ 6,99 mensais, enquanto a Netflix pratica US$ 8,99 em seu pacote mais básico nos Estados Unidos.


publicidade

TAGS:

LEIA TAMBÉM

publicidade

COMENTÁRIOS

Para comentar na página você deve estar logado com seu perfil no Facebook. Este espaço visa promover um debate sobre o assunto tratado na matéria. Comentários com tons ofensivos, preconceituosos, de propaganda e que firam a ética e a moral podem ser deletados. Participe!