Sem salário

Rafinha Bastos diz que levou calote de Luciana Gimenez: "Me enrolou"

Humorista trabalhou passando trotes no programa da RedeTV! antes de ficar famoso


Rafinha Bastos em entrevista ao podcast Inteligência Limitada
"Ela me enrolou meses e eu nunca ganhei nenhum tostão”, afirmou Rafinha Bastos sobre trabalho com Luciana Gimenez - Foto: Reprodução/YouTube

Antes da fama, Rafinha Bastos teve uma experiência nada agradável na RedeTV!. Em entrevista a um podcast na terça-feira (21), o humorista relatou que trabalhou para as pegadinhas de João Kleber e passou trotes no Superpop, comandado por Luciana Gimenez. Por este trabalho, ele nunca recebeu, mesmo cobrando seu salário diretamente da apresentadora.

“Saí do João Kléber porque fui fazer uns trotes no programa da Luciana Gimenez. Olha que merda! Eu já estive besuntado de bosta na minha cara… Eu já fiz pegadinha para o João Kléber e perdi o emprego porque fiz trote para a Luciana Gimenez”, confirmou Rafinha Bastos em entrevista ao podcast Inteligência Limitada, de Rogério Vilela.

O humorista relatou que havia ciúme e inveja entre os apresentadores por conta da disputa por audiência na emissora. “A Luciana Gimenez prometeu me contratar. Foram meses que fiquei passando trote no programa, e eu dizia: ‘Luciana, eu preciso viver. Eu não tenho dinheiro’. Ela me enrolou meses e eu nunca ganhei nenhum tostão”, afirmou Rafinha.

Sobre as pegadinhas de João Kléber, o comediante garantiu que eram todas “combinadas”. Ele alegou ainda que o seu problema não era o conteúdo do programa: “Fazer a pegadinha não é o problema, eu tinha que pegar dois busões, muito longe”. E, para piorar, explicou que o humor do apresentador dependia dos índices de audiência.

Rafinha Bastos pensou em recusar novo convite para RedeTV!: "Fim de carreira"

Rafinha Bastos diz que levou calote de Luciana Gimenez: \"Me enrolou\"

Ainda no podcast Inteligência Limitada, Rafinha Bastos lembrou seu retorno à RedeTV! anos depois, já consolidado como humorista. Em 2011, coincidiu sua saída conturbada do CQC, na Band, com o fim do Pânico na TV na RedeTV!. Esta emissora fez um convite, mas ele pensou em recusar. “Fim de carreira. Na época eu já pensava assim”, contou.

Rafinha mudou de ideia após receber a proposta de comandar uma versão brasileira do humorístico norte-americano Saturday Night Live, sucesso nos Estados Unidos há décadas. Ele considerou que a experiência poderia ser ótima para seu currículo porque, na época, pensava em tentar carreira no exterior.

“Fui fazer, e a grana era muito boa. Ganhei, no começo, mais do que eu ganhava na Band. Obviamente, depois demoraram muito tempo para pagar, não é? Tive que entrar na justiça contra a RedeTV! e aí teve um acerto”, relatou o comediante, que ficou um ano e meio à frente da atração, mas o projeto saiu do ar em 2012 com baixa audiência.

 

Acompanhe a TV NaTelinha no YouTube

Resumos de novelas, entrevistas exclusivas, bastidores da televisão, famosos, opiniões, lives e muito mais!

Inscreva-se
Mais Notícias
Outros Famosos