Reportar erro
Porte de arma ilegal

Suspeito de aplicar golpe milionário em Juliana Paes, Murilo Rosa e Luís Fabiano é preso

Policiais apreenderam uma arma e o homem está a disposição da Justiça; advogado de atores e jogador comenta prisão

Montagem de Juliana Paes, Murilo Rosa e Luís Fabiano
Suspeito de aplicar golpe milionário em Juliana Paes, Murilo Rosa e Luís Fabiano é preso - Reprodução/Instagram
Marcela Ribeiro

Publicado em 13/09/2021 às 15:02:16,
atualizado em 13/09/2021 às 22:14:47

Fernando de Souza Silva, 41 anos, um dos suspeitos de aplicar um golpe milionário em Juliana Paes, Murilo Rosa e no jogador de futebol Luís Fabiano, foi preso nesta segunda-feira (13), em Jacareí, interior de São Paulo. De acordo com a assessoria de imprensa da Segurança Pública, policiais foram até a residência do suspeito cumprir um mandado de busca e apreensão e encontraram um revólver calibre 38 em um guarda roupa. 

"O homem foi detido em flagrante por posse ou porte ilegal de arma de fogo de uso restrito e permaneceu à disposição da Justiça". O advogado Hugo Leonardo, representante de Juliana, Murilo e Luís Fabiano, comentou sobre a prisão ao NaTelinha.

"A prisão de Fernando de Souza Silva, um dos acusados no processo, só reforça a necessidade de a Justiça agir de forma implacável para descortinar todos os meandros dessa organização criminosa que gerou prejuízo a centenas de pessoas. Essa prisão desnudará mais um capítulo importante dessa história".

De acordo com o advogado, pelo menos quatro pessoas estão envolvidas com o caso de estelionato. A prisão de Fernando não tem ligação direta com o crime aplicado nos famosos e outros anônimos, mas ele já responde na Justiça pelo mesmo.

Advogado de Juliana Paes explica golpe milionário: "Lesou muita gente" 

Hugo Leonardo falou com o NaTelinha em agosto sobre o golpe que seus clientes sofreram após investirem mais de R$ 1 milhão com falsos investidores, que ofereciam propostas de retornos financeiros com revendas de carros seminovos. A Polícia Civil informou que o inquérito que investigou o caso foi relatado em janeiro de 2021, e a denúncia ocorreu em maio. 

"Requeremos a instauração da investigação, levamos elementos à polícia e pedimos as quebras dos sigilos dos investigados. Restaram absolutamente comprovadas as práticas delitivas contra os meus clientes e um sem número de outras vítimas", explicou. 

Os acusados de aplicarem o golpe nos famosos ofereciam a proposta de investimento financeiro, no qual uma empresa comprava veículos seminovos e revendia para lojistas, com a promessa de uma rentabilidade entre 4% e 8% do valor investido. Para passar veracidade, eles chegaram a ter um retorno inicial. Juliana Paes e Murilo Rosa investiram R$ 500 mil cada e receberam R$ 40 mil de volta cada um deles. Luís Fabiano aplicou R$ 400 mil e teve um retorno de R$ 120 mil.



Mais Notícias
Outros Famosos