Reportar erro
Sorte grande

Marcos Oliveira, o Beiçola, consegue emprego após cair em trote

Ator de A Grande Família foi alvo de pegadinha que viralizou e lhe rendeu frutos

Marcos Oliveira
Aos 69 anos, Marcos Oliveira ainda é lembrado pelo papel de Beiçola, o pasteleiro da série A Grande Família, que chegou ao fim em 2014 - Foto: Reprodução
Redação NT

Publicado em 21/08/2021 às 16:30:00

O ator Marcos Oliveira, conhecido pelo papel do pasteleiro Beiçola da série A Grande Família (2001-14), conseguiu emprego após ser alvo de uma pegadinha na internet. O artista de 69 anos, que vinha enfrentando dificuldades financeiras, foi contratado como garoto-propaganda de uma marca de hambúrguer vegetal.

Recentemente, Marcos Oliveira atendeu a uma ligação que, sem saber, era dos humoristas Daniel Zukerman e Maurício Meirelles para o canal Varanda Gourmet. A dupla ligou para o veterano fingindo ser representantes da marca em questão. O eterno Beiçola caiu na brincadeira e aceitou a proposta de fechar contrato.

A brincadeira viralizou e agradou a direção da empresa citada no trote. No Instagram, Mauricio Meirelles comemorou a boa notícia, confirmando que Oliveira era o novo garoto-propaganda da marca. Em entrevistas recentes, o ator relatou que estava enfrentando problemas de dinheiro, já que não tem mais vínculo com a Globo.

“Quem assistiu ao último vídeo do Varanda Gourmet vai nos desejar um Leão em Cannes”, brincou Maurício Meirelles. “Que emoção”, acrescentou Daniel Zukerman, nos comentários. Em poucas horas, a publicação ultrapassou a marca de 30 mil curtidas. Confira:

"Não gosto de esmola", desabafou Marcos Oliveira na TV ao falar das dificuldades financeiras

Marcos Oliveira, o Beiçola, consegue emprego após cair em trote

Em abril, Marcos Oliveira desabafou sobre as dificuldades financeiras que vem enfrentando durante a pandemia da Covid-19. Em entrevista ao Melhor da Tarde, na Band, o ator contou para Cátia Fonseca que tem recebido ajuda de amigos, mas que não gosta de viver de “caridade” e seu desejo é voltar a trabalhar.

“Não gosto muito dessa coisa de esmola, não é legal. Não vim ao mundo pra viver de alface, de viver de salada. Eu quero produzir, eu preciso trabalhar. Já tomei a primeira dose, vou tomar a segunda. Mas queria que todos tomassem para a gente poder produzir, mas os caras [o governo] não querem. É uma loucura”, afirmou.

Na ocasião, ele relatou que não quer mais pedir dinheiro aos seus amigos e seu principal objetivo é trabalhar. Durante a pandemia, o artista não tem tido muitas oportunidades, mas conseguiu alguns “bicos” para arranjar uma renda. Ele trabalha como locutor e também faz campanhas publicitárias.



Mais Notícias
Outros Famosos