Reportar erro
Polêmica

Juliano Cazarré nega ser machista: "Sou o cara cuidando das crianças"

Ator se envolveu em polêmica em 2019 sobre o assunto

Juliano Cazarré
Juliano Cazarré - Foto: Reprodução
Redação NT

Publicado em 28/01/2021 às 17:15:21

Juliano Cazarré se defendeu das acusações de ser machista e afirmou que ajuda muito nas tarefas domésticas. O ator deu a sua versão sobre homem opressor e descartou que faça parte do mesmo grupo. Contudo, ele seguiu com a opinião de que um pai faz falta na vida de um filho.

“Não, não sou machista. Sou o cara que está em casa cuidando das crianças, que sai para fazer compras, que leva o filho na escola, que fica com as crianças o dia inteiro. Machista é o cara que pega um monte de mulher e faz o que quiser. Esse é machista”, relatou em entrevista ao jornal O Globo, publicada nesta quinta-feira (28).

Em 2019, Cazarré foi criticado ao falar que “é muito prejudicial para os meninos crescerem sem uma figura masculina”. Na visão de muitos internautas, ele estava sendo machista e até mesmo homofóbico por dizer que “mães solteiras são heroínas, mas dificilmente saberão transmitir os valores da masculinidade”.

Quase dois anos depois, ele não mudou de opinião. “Todo mundo sabe a falta que o pai faz, principalmente para o menino. Os dados estão aí. Os meninos que não têm pai em casa têm uma dificuldade muito maior de terminar o colégio, de terminar a faculdade, porque não têm o exemplo do pai”, comentou.

“Assim como também é muito difícil para um pai sozinho, sem mãe, criar os filhos, ainda mais a filha. Cada um faz o que quiser, pode ser o que quiser, eu não ligo, mas a gente precisa de bons pais”, completou.

Juliano Cazarré e sua fé

Acusado de ser machista em 2019, Juliano Cazarré se pronuncia sobre o caso

Juliano usa seu perfil do Instagram para realizar publicações sobre fé. Durante a fase adulta, ele ficou afastado da religião católica, mas se reaproximou por conta de uma crise no casamento. Atualmente, é devoto de São José e não perde um domingo de missa.

“São José me diz muito sobre ser um bom pai e ensinar o valor do trabalho, da discrição, da castidade. Eu falo tanto da minha fé porque, no momento que você experimenta essa alegria da salvação em Jesus, você não quer guardar isso para si. É uma alegria, uma paz. Você sabe que muita gente que está infeliz poderia ser feliz voltando para a igreja”, explicou.

Mais Notícias
Outros Famosos