Reportar erro
Controvérsia

Leo Dias declara apoio a Juliano Cazarré e crava: "Mulher não pode ser pedreira"

Lívia Andrade fez questão de discordar do colega

Comentaristas do Fofocalizando durante o programa, inclusive Leo Dias
No Fofocalizando, Leo Dias e Lívia Andrade discordam em tem sobre mulheres. Foto: Divulgação
Daniel César, com Redação NT

Publicado em 04/11/2019 às 20:05:23

O Fofocalizando desta segunda-feira (04) exibiu uma polêmica e tanto. O jornalista Leo Dias deu uma opinião controversa e acabou entrando em debate com a colega Lívia Andrade após afirmar que nem todo tipo de emprego é feito para mulheres.

Tudo começou quando o vespertino do SBT exibiu uma reportagem mostrando a postagem de Juliano Cazarré e que chamou a atenção da web no fim de semana. Enquanto o ator global foi criticado pela maioria dos comentaristas do Fofocalizando, Leo Dias aproveitou para dar sua opinião.

"Eu acho que o Cazarré pode dar a opinião dele. A gente precisa ver que nem todo emprego é pra mulher. Há serviços que exigem força física que as mulheres não conseguem. Mulher não pode ser pedreira ou gari, por exemplo. E não estou falando de varrer a rua, estou falando de dirigir o caminhão lá, é um serviço muito pesado", disse o jornalista.

Enquanto ele discursava, Lívia fez uma série de caretas dando a entender que não concordava com o colega. "Não concordo Leo, toda mulher pode fazer qualquer serviço que ela se dispuser. Dizer que mulher não é capaz, competente...", neste momento, Leo a interrompeu. "Eu estou falando de estrutura física, Lívia, não de competência. Homem e mulher tem estrutura física diferente, tanto que eles não competem juntos em esportes", completou.

Leo dias Fala da figura masculina na criação

O jornalista aproveitou para concordar com o discurso de Juliano Cazarré e afirmou que acredita na importância do homem para criação de um filho. "É claro que a presença masculina é importante na criação de um filho. Não estou falando que é fundamental. Estou falando que é importante, assim como a figura da mãe é importante, talvez até mais que a do pai, mas não é fundamental."

Novamente Lívia Andrade discordou. "Muita mulher por aí faz muito bem a figura paterna muito melhor que alguns homens por aí", encerrou.

Mais Notícias