Reportar erro
Em baixa

Gaby Spanic perde recurso após trocar de advogado e terá que indenizar jornalista

Dinheiro será doado a instituição que cuida de crianças com câncer

Gaby Spanic e o jornalista Adolfo Infante
Gaby Spanic e o jornalista Adolfo Infante - Divulgação
Redação NT

Publicado em 14/12/2020 às 12:25:50

Protagonista de A Usurpadora (1998), Gaby Spanic perdeu novamente um processo contra o jornalista Adolfo Infante, no México. Na última sexta-feira (11), saiu a sentença e ela terá que indenizar o profissional em R$ 102 mil. Não cabe mais recurso. A quantia será doada a uma instituição que cuida de crianças com câncer.

Segundo apurou o NaTelinha, quando perdeu pela primeira vez, Spanic trocou de advogados para recorrer, mas acabou sofrendo a nova derrota. No ano passado, Infante disse no canal mexicano ImagemTV que a atriz brigou em todas as emissoras em que trabalhou, inclusive com seus pares românticos nas novelas. Ele afirmou ainda que Gabriela é conflitiva e precisava de ajuda psicológica.

As declarações não foram bem digeridas por Spanic e seus advogados, que processaram o jornalista por difamação. Ela também pediu retratação e uma indenização por dano moral. Na primeira audiência, em junho, Gaby Spanic não compareceu já que estava em viagem pelo Brasil. Então, uma nova audiência foi marcada e ambos se enfrentaram no tribunal. No fim, em uma transmissão ao vivo pela ImagemTV, Adolfo Infante disse que o advogado de Spanic ameaçou agredi-lo fisicamente e que a atriz chorou durante o enfrentamento.

Durante o processo, o jornalista ainda acusou o pai da atriz de ter lhe enviado mensagens no celular pedindo dinheiro para finalizar o caso. E esta não foi a única ameaça que ele teria sofrido, já que em seu programa de TV disse que Gabriela Spanic enviou o seu número de telefone a diversos fãs brasileiros, e que recebeu mais de mil mensagens e ligações com xingamentos e ameaças.

Juiz ordenou que Gaby Spanic fizesse teste de sanidade mental

A venezuelana também deu declarações aos jornalistas dizendo que sempre iria lutar pelos diretos das mulheres e que não o deixaria fazer falsas acusações sobre ela.

O juiz do caso decidiu que Spanic se submetesse a um teste de sanidade mental, para que ficasse comprovado que as acusações do jornalista era infundada. Gabriela não compareceu ao exame exigido pela Justiça, que proferiu sua decisão em 29 de novembro.

A sentença do juiz deu ganho de caso ao jornalista da ImagemTV e classificou como improcedente o pedido de retratação e danos morais. Porém, a vida nos tribunais para os dois ainda não terminou, já que durante esta ação, o jornalista fez um processo reverso em que, em mais de 100 páginas, tenta provar que a atriz tenta censurar a imprensa.

Em vídeo postado em seu Instagram, Gabriela Spanic disse: “Muitas pessoas não temem a Deus. Eu decreto a vitória sobre a minha vida e a vida do meu filho. Não temo, pois o todo poderoso está conosco. Seguirei em frente! Deus me abençoou com tantos presentes e virtudes. Ele mostrará o oculto e fará a justiça divina. Já faz muito tempo que me querem ver destruída”.

Já no YouTube, Adolfo Infante comemorou o resultado da Justiça. "Hoje eu estou muito feliz, não porque o Natal está próximo", bradou.

Não é de hoje que Gaby Spanic se diz vítima de xenofobia, já que em diversas vezes declarou que não consegue mais trabalho no México porque as pessoas têm preconceito por ela ser venezuelana, e se sente perseguida.

A confusão com Gaby Spanic: Como tudo começou

Uma polêmica havia tomado conta do México quando uma fã brasileira da atriz vazou um áudio em que ela falava mal de Lucero, que trabalhava no final de Carinha de Anjo (2016-2018).

No áudio, Spanic diz que Lucero é invejosa e que nem a pequena Lorena Queiroz, protagonista do remake do SBT, gostava da atriz, já que em um vídeo, quando a intérprete mexicana iria beijar a menina, ela virou a cara.

Após o vazamento, a imprensa mexicana procurou a venezuelana para dar explicações, e Gaby aumentou ainda mais a polêmica dizendo que Lucero, na época da gravação da novela A Dona (2010), sempre a perseguia e quando ia gravar as suas cenas, “gritava com uma cachorra”, e finalizou dizendo que só ela sabia como sofreu nesta época.

Os jornalistas também procuraram Lucero para falar sobre o caso. A atriz disse não se lembrar de maus momentos com Gabriela Spanic, afirmando que sempre se deram bem. Foi justamente aí que Infante começou a dizer que o histórico de brigas da Gaby Spanic eram recorrentes.

Confira o áudio: 

Mais Notícias
Outros Famosos