Luto

Famosos se revoltam com espancamento de homem negro em supermercado

No Dia da Consciência Negra, artistas lamentaram morte de João Alberto Freitas

Famosos se revoltam com espancamento de homem negro em supermercado
Homem foi assassinado em supermercado - Foto: Montagem

Redação NT

Publicado em 20/11/2020 às 15:07:51 ,
atualizado em 20/11/2020 às 15:24:24

A morte de João Alberto Freitas, 40, homem negro espancado no estacionamento de um supermercado Carrefour em Porto Alegre na última quinta-feira (19), foi repudiada e lamentada por famosos nas redes sociais. No Dia da Consciência Negra, muitos artistas, como Babu Santana e Ludmilla, pediram justiça e relembraram da importância de refletir sobre o racismo que existe no Brasil.

“Queria poder dizer q é uma grande ironia um preto ser espancado até a morte bem às vésperas do dia da consciência negra, mas não. Até quando vamos ter que lutar pra sobreviver como se não fosse um direito, apesar de todos os nossos deveres? Não há o que celebrar”, escreveu Ludmilla na sua conta do Twitter.

“Hoje, no Dia da Consciência Negra, acordamos com a notícia de que João Alberto Silveira Freitas foi agredido até a morte! O racismo existe, oprime e mata!!! Até quando?”, indagou Leandra Leal. “Nós, brancos, não podemos fechar os olhos e fingir que não temos nada com isso. É hora de exigir que medidas drásticas sejam tomadas! Os envolvidos na morte de João Alberto, inclusive o Carrefour, precisam ser responsabilizados e o motivo do crime não pode ser escondido: RACISMO!”, cobrou Patrícia Pillar.

continua depois da publicidade

Pai de duas crianças negras, Bruno Gagliasso não ficou calado e pediu Justiça para João Alberto. O ator também enviou uma mensagem de apoio para uma mãe negra. “O sentimento de uma mãe negra precisa tocar o coração de quem ainda não se sente parte da necessária mudança. Bela, seu filho vem ao mundo pra ser mais um grande homem negro deste país!”, declarou.

Babu Santana gravou um vídeo e publicou nas redes sociais pedindo o fim da cultura do ódio. “Mais uma atrocidade num dia emblemático, né? Tava vendo o vídeo aqui e tinha uma mulher que falava que ‘só tava querendo imobilizar ele’. Eu acho que a gente perdeu a noção do que é imobilizar. Essa cultura do ódio tem que acabar. Se a gente não se entender, a gente vai sair matando as pessoas. Mais uma vida ceifada”, comentou.

continua depois da publicidade

O apresentador Craque Neto comentou o assunto no programa Os Donos da Bola e não poupou os responsáveis pelo crime. "Eu nunca encarei as pessoas de uma forma diferente. Eu nunca vi o Edílson diferente de mim. O Pelé, sim, porque é gênio. Nunca encarei uma pessoa negra.... No meu coração, nunca teve isso. Aí um vagabundo, safado, lá em Porto Alegre, vai e mata o menino. 'Mas é terceirizado. É não sei o quê...'; as desculpas são muitas. Aí que eu mostro que esse é um país de preconceito, racista. Não vi nenhum político falar sobre isso. Esse país é racista", disparou.

Danilo Gentili também se posicionou e retuitou publicações de seguidores que se mostraram contrários as ações dos seguranças que assassinaram João Alberto. “O pessoal que diz combater a violência e defender a família está passando pano pra dois brucutus que assassinaram com pancadas na cabeça um cara no Carrefour”, diz um dos tuítes.

continua depois da publicidade

Confira a repercussão:

Morte de João Alberto Freitas

João Alberto Freitas foi espancado e assassinado por dois homens brancos no estacionamento do Carrefour Passo D’Areia em Porto Alegre. Informações iniciais mostram que um dos agressores era responsável pela segurança do estabelecimento, enquanto o outro estava como policial militar temporariamente e fazia compras no local.

A dupla de agressores foi detida e terão que responder por homicídio triplamente qualificado. Vídeos estão sendo compartilhados nas redes sociais que mostram parte das agressões e o momento que o cliente é atendido por uma equipe de socorristas.

continua depois da publicidade



Siga o NaTelinha nas redes sociais

Reportar erro

COMENTÁRIOS

Para comentar na página você deve estar logado com seu perfil no Facebook. Este espaço visa promover um debate sobre o assunto tratado na matéria. Comentários com tons ofensivos, preconceituosos, de propaganda e que firam a ética e a moral podem ser deletados. Participe!