Nas redes

Mulher de Cauã Reymond rebate críticas após post sobre masturbação: "Hipócrita"

Mariana Goldfarb ficou incomodada com alguns comentários

Mulher de Cauã Reymond rebate críticas após post sobre masturbação:
Mariana Goldfarb - Foto: Montagem/Reprodução

Publicado em 21/08/2020 às 16:22:10

Por: Redação NT

Nesta sexta-feira (21), Mariana Goldfarb, mulher de Cauã Reymond, usou seu perfil do Instagram para rebater as críticas que recebeu após uma publicação sobre masturbação feminina, que chegou a ser apagado pela rede social.

Para falar sobre o assunto, ela fez uma reflexão sobre a sociedade, afirmando que uma educação sexual é importante na vida das pessoas e deve ser feita desde cedo. "Sobre o post que foi apagado, falando de masturbação feminina, é muito estranho. A gente vive em uma sociedade tão hipócrita que é complicado falar sobre certos assuntos. Recebi um monte de crítica dizendo que eu não podia falar desse assunto porque crianças e adolescentes me seguiam. Que bom que adolescentes estão por aqui. Educação sexual não é ensinar como fazer sexo, mas ensinar como se proteger, que estupro é crime e ensinar como entender o próprio corpo. Tem um monte de gente que nunca viu partes do corpo, que tem nojo, acha feio... A educação sexual tem que vir desde cedo para evitar estupros, agressões... Isso que quis trazer com o meu posto. Fico impressionada com a ignorância que que rola em torno deste assunto", disse.

Em outro momento, a famosa ainda destacou que os pais deveriam falar mais sobre o tema com os filhos. "Minha família é super aberta. Sempre tive conversa muito boa com os meus pais, mas a gente não tocava neste assunto. Lá em casa, na minha família, era um tabu. A gente vai descobrindo um monte de coisa sozinha e passa por um monte de trauma que pode ser evitado", concluiu.

Mulher de Cauã Reymond critica publicação sobre masturbação apagada por rede social

Na última segunda-feira (17), Mariana foi pega de surpresa após o Instagram decidir apagar uma publicação sua, que abordava a masturbação feminina, alegando que o conteúdo era impróprio.

Por meio de outra postagem, ela fez questão de fazer duras críticas para a atitude. "Meu post anterior sobre autoconhecimento e apropriação do corpo da mulher pela própria mulher, onde a masturbação está incluída, logicamente falando foi apagado pelo Instagram que alegou que o conteúdo era impróprio. Acharia prudente que o mesmo desse uma visitada na maioria dos perfis de objetificação da mulher e afins e apagar todos porque isso sim é conteúdo impróprio", escreveu em trecho.


Siga o NaTelinha nas redes sociais

Reportar erro

COMENTÁRIOS

Para comentar na página você deve estar logado com seu perfil no Facebook. Este espaço visa promover um debate sobre o assunto tratado na matéria. Comentários com tons ofensivos, preconceituosos, de propaganda e que firam a ética e a moral podem ser deletados. Participe!