Sem rusgas

Mãe de Nego do Borel nega que esteja vendendo marmitas e esclarece relação com o filho

Roseli Viana rebateu informações e garantiu que está bem com o filho famoso

 Mãe de Nego do Borel nega que esteja vendendo marmitas e esclarece relação com o filho
Nego do Borel estaria brigado com a mãe, Roseli

Redação NT

Publicado em 31/07/2020 às 15:33:00,

Roseli Viana, mãe de Nego do Borel, se manifestou pela primeira vez sobre a suposta briga com o cantor e negou que esteja vendendo marmitas para driblar a crise financeira. O jornal Extra havia noticiado que a mãe do funkeiro estava com dificuldades desde que o filho brigou com ela.

continua depois da publicidade

Sem receber ajuda em dinheiro do cantor, a mulher teria passado a vender quentinhas em Curicica, bairro da Zona Oeste do Rio, onde vive. Através de um vídeo, Roseli falou sobre o caso.

"Não é verdade que estou vendendo quentinhas (marmitas). Se eu estivesse fazendo isso, faria com muito orgulho porque é um trabalho como outro qualquer. Ganhar dinheiro honestamente é o que interessa. O que eu não poderia estar fazendo é roubando, matando... A gente está bem. O Maycon (nome de batismo de Nego) e o meu companheiro também estão bem, graças a Deus. Estamos muito felizes e juntos sempre porque eu amo meu filho", afirmou.

continua depois da publicidade

Roseli estaria divulgando um número de serviço de marmitas em um grupo de moradores de Curicica. De acordo com o jornal Extra, o funkeiro deixou de enviar dinheiro para a mãe desde quando o relacionamento dela com Alex Alves começou, há quatro anos.

Nego não teria se conformado da mãe ter trocado o antigo padrasto pelo motoboy. Hoje, Roseli não vive mais com Nego e mora numa casa simples do atual namorado. O cantor teria se incomodado também pela mãe ter ajudado na reforma do imóvel de Alex.

continua depois da publicidade

Procurado pelo NaTelinha, Nego do Borel também negou as informações e respondeu, por meio de sua assessoria, que "não teria problema da mãe vender comida, pois é um trabalho digno que merece respeito. Só que enquanto ele estiver vivo vai ajudar sua família para não precisar de nada".