BFFs?

Fora do governo, Regina Duarte posta reflexão e chama Carla Zambelli de amiga

Regina Duarte deve assumir a Cinemateca de São Paulo

Fora do governo, Regina Duarte posta reflexão e chama Carla Zambelli de amiga
Regina e Carla Zambelli: as duas se aproximaram - Reprodução/Instagram

Publicado em 22/05/2020 às 12:14:13

Por: Redação NT

Regina Duarte deixou a Secretaria da Cultura na última quarta-feira (20) e desabafou em seu Instagram nesta sexta (22), chamando Carla Zambelli de amiga. "O melhor remédio para um coração partido é o tempo. E as amigas", escreveu ela, numa citação de Gwyneth Paltrow.

Zambelli e Regina estavam mais próximas nos últimos dias. Numa entrevista à CNN Brasil, a deputada federal e aliada de Jair Bolsonaro declarou que a atriz saiu "triste" e que ganhou um cargo na Cinemateca de São Paulo para não ficar "desamparada" depois de perder contrato com a Globo.

A parlamentar também elogiou a escolha por Mário Frias para substituir Regina. "Ele foi um ator de sucesso, e depois virou um produtor de sucesso. Entende de gestão", declarou.

Saudade da família falou mais alto

"Regina Duarte relatou que sente falta de sua família, mas para que ela possa continuar contribuindo com o Governo e a Cultura Brasileira assumirá, em alguns dias, a Cinemateca em SP. Nos próximos dias, durante a transição, será mostrado o trabalho já realizado nos últimos 60 dias", escreveu o presidente Jair Bolsonaro nas redes sociais.

Regina explicou que comandará a Cinemateca, alegando ser “um sonho para qualquer artista”. “É um braço da Cultura que funciona lá em São Paulo e é museu que funciona toda a filmografia brasileira. Ficar ali, secretariando a Cultura da Cinemateca, tem presente melhor que esse?”, alegou a atriz.

“O que eu mais quero é o seu bem, pelo seu passado, por tudo aquilo que você representa para todos nós”, comentou Bolsonaro. Ele explicou que está feliz porque a atriz poderá ficar mais perto da família em São Paulo, mas lamentou que ela não estará em Brasília.

Regina Duarte assumiu a Secretaria de Cultura no dia 4 de março e causou expectativa por parte da classe artística, que acreditava que o diálogo entre o Governo e profissionais da Cultura seria pacificado. Contudo, em menos de três meses, a ex-secretária foi criticada pela sua postura frente à pasta.


Siga o NaTelinha nas redes sociais

Reportar erro

COMENTÁRIOS

Para comentar na página você deve estar logado com seu perfil no Facebook. Este espaço visa promover um debate sobre o assunto tratado na matéria. Comentários com tons ofensivos, preconceituosos, de propaganda e que firam a ética e a moral podem ser deletados. Participe!