Visão

Demi Lovato critica ódio na web: "Fui cancelada tantas vezes"

Cantora se mostrou contra a cultura do cancelamento

 Demi Lovato critica ódio na web: "Fui cancelada tantas vezes"
Demi Lovato - Foto: Reprodução

Redação NT

Publicado em 24/04 às 15:59:00

Demi Lovato, 27 anos, foi entrevistada pela atriz Jameela Jamil para o podcast I Weight na última quinta-feira (23) e deu sua opinião sobre a cultura do cancelamento que ganhou popularidade nas redes sociais nos últimos anos. Ela explicou que sente um pouco de dificuldade em lidar com a raiva dos internautas nas redes sociais.

continua depois da publicidade

“Fui cancelada tantas vezes que nem consigo contar… a hashtag #DemiIsOverParty, essa coisa toda. Isso nem me afeta mais, porque não é real. Eu não acho que alguém tenha sido oficialmente cancelado, caso contrário, algumas pessoas não teriam Grammys, não teriam Oscar; Certas pessoas nem estariam onde estão”, comentou.

Ela relatou que todas as pessoas cometem erros, mas na internet não se escuta a versão do infrator, não permitindo um “julgamento” justo e a oportunidade de oferecer o perdão para que determinada pessoa cresça.

continua depois da publicidade

“Onde está a cultura do perdão? Digo, sim, até certo ponto, porque se existem algumas pessoas que usaram suas segunda e terceiras chances com um determinado tópico, então elas devem permanecer canceladas”, declarou a artista norte-americana.

“Mas se você errar, se desculpar, se apresentar e dizer que aprendeu com isso, então deixe que isso seja um exemplo para outras pessoas, para que elas também possam mudar”, ressaltou.

continua depois da publicidade

Demi Lovato discorda da cultura do cancelamento

A cantora ainda afirmou que o público precisa ter um pouco mais de empatia e compreender que todos erram. Por conta disso, ela não acredita que essa ação fará com que a pessoa que cometeu o erro melhore.

“Cultura do cancelamento não funcionará a menos que as pessoas tenham algum tipo de misericórdia. Você tem que ser capaz de fazer isso. Eu acho que se você é alguém que se recusa a aprender, apenas tem a obrigação nunca fazer nada errado. Se for assim, então pode apontar... vá em frente e cancele-os”, concluiu.

continua depois da publicidade