Teoria da Conspiração

Carlos Villagrán, o Kiko do Chaves, fala que coronavírus não existe e culpa Bill Gates

Ator afirmou que tudo não passa de um plano para controle da humanidade

Carlos Villagrán, o Kiko do Chaves, fala que coronavírus não existe e culpa Bill Gates
Carlos Villagrán afirmou que coronavírus não existe - Foto: Divulgação

Publicado em 17/04/2020 às 19:00:42

Por: Redação NT

Carlos Villagrán, o eterno Kiko do seriado Chaves, afirmou em um programa de TV do México que o coronavírus não existe e colocou a culpa pela pandemia em Bill Gates, criador da Microsoft, garantindo que tudo não passa de um plano da maçonaria.

A afirmação aconteceu no programa Sale el Sol, da Imagen TV e foi categórico ao afirmar que a doença que colocou o mundo sob quarentena não existe. “Para mim, a Covid-19 é um engano. Não existe a Covid-19”, afirmou ao mostrar sua teoria. “Depois de ficarmos em casa, eles começaram a colocar antenas para o 5G, que se conectam a milhares de antenas colocadas em universidades, escolas, em todos os lugares, e também em satélites de baixo alcance, mais de 6 mil satélites. Eles querem fazer uma rede para que em 2030 controlem o que se chama de população mundial", explicou.

O eterno Kiko ainda deixou claro que sabe de quem é o plano para controlar a população mundial. "É um culto da maçonaria, e quem está por trás de tudo isso é Bill Gates, e tem muita gente por trás dele”. Villagrán, no entanto, garantiu que está tomando cuidado para não se contaminar e explicou as razões. "Vou dar uma razão muito poderosa: as bruxas não existem, mas que elas existem, existem. Sejam peras ou maçãs, estou tomando todos os cuidados".

Carlos Villagrán

Ainda no programa, o ator ainda criticou a maior parte das pessoas e garantiu que a proliferação da doença, com pessoas mortas é tudo culpa do medo. "O medo debilita o sistema imunológico, então até que as pessoas se deem conta, e não haja tantos analfabetos, e não haja tanta ignorância no mundo, as pessoas vão se dar conta", encerrou.




publicidade

LEIA TAMBÉM

publicidade

COMENTÁRIOS

Para comentar na página você deve estar logado com seu perfil no Facebook. Este espaço visa promover um debate sobre o assunto tratado na matéria. Comentários com tons ofensivos, preconceituosos, de propaganda e que firam a ética e a moral podem ser deletados. Participe!