Reportar erro
Preocupação

Com pai e filho contaminados pelo coronavírus, Fernando Rocha desabafa: "Desamparo"

Apresentador usou as redes sociais para lamentar doença

Fernando Rocha, Pedro Rocha e Dalai Rocha
Fernando Rocha escreveu texto para falar sobre a família - Foto: Reprodução/Instagram
Redação NT

Publicado em 09/04/2020 às 11:35:00

Fernando Rocha usou sua conta do Instagram para desabafar sobre seu filho, Pedro Rocha, de 28 anos, e seu pai, Dalai Rocha, de 82, que foram infectados pelo novo coronavírus. O apresentador falou sobre a importância da informação e pediu que as pessoas fiquem em casa.

“Números, porcentagens e estatísticas parecem não fazer o menor sentido quando o coronavírus bate na porta de casa. Primeiro meu pai de 82 anos, Dalai Rocha, depois meu filho, Pedro Rocha, de 28. A sensação imediata é de desamparo. Olhava o noticiário que rodava em ritmo frenético as atualizações de casos confirmados. Dois números ali naquele oceano de informações, que vão fazer parte de dados mundiais têm o meu sobrenome. Dois números eu entendo, eu conheço, eu percebo. Dois números que literalmente fazem parte de mim. Estão misturados em uma contagem que não para de crescer. Eu não consigo olhar para essas informações sem enxergar uma parte do meu coração. Seguido do susto vem uma outra de onda de dúvida e ansiedade: a limitação da distância. Eu aqui em São Paulo e os dois em Belo Horizonte, Minas Gerais”, declarou.

“Telefonemas, vídeos, intensidade de contatos virtuais e afagos pra saber a evolução dos sintomas. Eles seguem firmes e sem febre. Meu coração bate com eles e também por causa deles. Eles vão ficar bem. Quando o inimigo entra na nossa casa a gente tem noção do tamanho dessa guerra. Quando nossa família entra para estatística a gente tem que entrar na luta. E uma das armas mais poderosas nessa batalha é a informação Não tenha dúvida, tenha certeza: é preciso ficar em casa”, acrescentou o apresentador.

Pedro trabalha na cobertura esportiva, mas foi emprestado para o noticiário sobre o coronavírus na Globo. Além dele, outros 13 profissionais de jornalismo da emissora foram contaminados pela Covid-19, como informou o NaTelinha nesta semana.

Coronavírus e o jornalismo

O trabalho dos jornalistas é considerado essencial pelo Poder Público, o que permite que profissionais da área continuem trabalhando, desde que os veículos de comunicação sigam as medidas de segurança para que o coronavírus não se prolifere.

O NaTelinha conversou com a direção de vários canais para saber quais medidas de segurança estão adotando para que os jornalistas e demais funcionários de bastidores evitem a contaminação da doença, sendo que a resposta foi unânime: os cuidados foram redobrados.

Além disso, a reportagem também falou com a enfermeira Chrystina Barros, da Universidade do Estado do Rio de Janeiro (UERJ), sobre os cuidados que a imprensa deve adotar neste momento.

“Por isso é importante para vocês, jornalistas, que se cuidem também. Se for fazer uma entrevista, mantenha uma distância de um metro e meio, dê dois passos pra trás em relação ao entrevistado. Microfone, lembrem-se, tentem fazer uma limpeza na sequência e almofada que a pessoa fala com certeza carrega saliva”, explicou.

Mais Notícias
Outros Famosos