Sofrimento

Tássia Camargo homenageia filha que morreu há 24 anos: "Meu anjo dourado"

Maria Júlia morreu aos dois anos, em 1996

Tássia Camargo homenageia filha que morreu há 24 anos:
Tássia Camargo ao lado da filha - Foto: Reprodução/Instagram

Publicado em 14/01/2020 às 09:11:46 ,
atualizado em 14/01/2020 às 09:31:35

Por: Redação NT

A atriz Tássia Camargo fez nesta terça-feira (14) uma homenagem à filha, Maria Júlia, que morreu há exatos 24 anos, vítima de rubéola congênita tardia, quando tinha apenas dois anos.

“Dia 14 de janeiro de 1996 às 17h25 minha filha partiu. Hoje, infelizmente, completos 24 anos sem a minha filha, meu anjo dourado, Maria Júlia. Fico a imaginar como ela seria hoje. Maria Júlia tem 26 anos para mim. Ao mesmo tempo quando vejo uma menina com dois anos de idade na rua, idade que ela morreu, fico a admirar, de longe, com os meus pensamentos no passado”, publicou ela no Instagram.

“Quando ela se foi, quando virou estrelinha, sentia meu ventre grávido. Por que? Não sei. Sei que tenho muita saudade e determino, todos os dias que, quando eu for, serei recebida por ela e pelo meu pai que morreu em 1994. Hoje, como em 1996, uma a tristeza toma conta de mim. Te amo filha e até”, acrescentou.

Tássia teve Maria Júlia com o músico Marinho Boffa, com quem foi casada durante 11 anos. Eles se separaram três dias depois da morte da criança, pois não se entendiam mais como marido e mulher. “O relacionamento já vivia uma crise”, explicou a atriz em entrevista a Isto É em 2000.

Tássia Camargo após a morte da filha

Tássia precisou, junto com os filhos Pedro e Diego, de acompanhamento psicológico para superar o trauma da morte de Maria Júlia. A atriz decidiu, naquele período, que não queria mais ter filhos. “Não tem como substituí-la”, explicou na entrevista a Isto É.

Ela trabalhou para que o Ministério da Saúde fizesse uma campanha de esclarecimento sobre a rubéola, mas não teve sucesso. No ano passado, foi a atriz que passou por um susto, sofrendo um infarto e tendo que ficar internada em Portugal, porém, recebendo alta dias depois.




publicidade

LEIA TAMBÉM

publicidade

COMENTÁRIOS

Para comentar na página você deve estar logado com seu perfil no Facebook. Este espaço visa promover um debate sobre o assunto tratado na matéria. Comentários com tons ofensivos, preconceituosos, de propaganda e que firam a ética e a moral podem ser deletados. Participe!