Astro canadense

Justin Bieber revela que tem Doença de Lyme

"Voltarei e melhor do que nunca", profetizou o cantor

Justin Bieber revela que tem Doença de Lyme
Justin Bieber contraiu a Doença de Lyme

Publicado em 08/01/2020 às 18:50:00

Por: Redação NT

Justin Bieber revelou em seu Instagram que tem a Doença de Lyme. A enfermidade afeta a pele, função cerebral e saúde geral. O astro canadense disse que dará mais informações em breve com documentos.

Fontes do TMZ que tiveram acesso aos documentos de Bieber, que sai em 27 de janeiro, disseram que os médicos se esforçaram para descobrir o que havia de errado com ele ao longo do ano passado, e só nos últimos dias é que conseguiram chegar a uma conclusão.

A imagem que ilustra a matéria (foto/acima) e que mostra Justin Bieber chorando, foi tirada em outubro do ano passado, e comentários na imprensa e entre fãs davam conta de que havia algo errado.

O cantor canadense vinha enfrentando uma depressão extrema e estava sofrendo. Mas ninguém sabia o motivo. Até o momento, no entanto, não se sabe como Justin Bieber contraiu a doença, já que ela vem de uma picada de carrapato.

Os sintomas da Doença de Lyme incluem erupções cutâneas, dores de cabeça, febre e fadiga.

O que diz Justin Bieber

"Enquanto muitos ficavam dizendo que 'Justin Bieber está horrível' ou usando drogas, eles não perceberam que recentemente fui diagnosticado com a doença de Lyme. Não apenas isso, eu tive um caso crônico de mononucleose que afetou a minha pele, meu cérebro, minha energia e minha saúde no geral", escreveu na rede social.

E continuou: "Essas coisas serão explicadas na série documental que eu vou colocar no YouTube em breve. Vocês vão poder saber sobre tudo que estou lutando e superando".

"Os últimos anos foram difíceis, mas ter o tratamento certo me ajudará a lidar com essa doença incurável. Voltarei e melhor do que nunca", encerrou.

 

 




publicidade

LEIA TAMBÉM

publicidade

COMENTÁRIOS

Para comentar na página você deve estar logado com seu perfil no Facebook. Este espaço visa promover um debate sobre o assunto tratado na matéria. Comentários com tons ofensivos, preconceituosos, de propaganda e que firam a ética e a moral podem ser deletados. Participe!