Não foi só Gugu

Assim como Gugu, relembre mortes que comoveram o Brasil

Brasileiros já enterraram outros ídolos

Assim como Gugu, relembre mortes que comoveram o Brasil
Famosos mortos comoveram o Brasil assim como Gugu. Foto: Montagem

Publicado em 29/11/2019 às 04:00:17

Por: Daniel César

A morte de Gugu Liberato, confirmada na última sexta-feira (22), chocou o país e deixou todos os brasileiros comovidos com a partida repentina do apresentador de 60 anos. Mas ele não foi o único que conquistou o carinho das pessoas. Ao longo das últimas décadas, cantores, apresentadores e esportistas uniram o Brasil em homenagens.

Por conta disso, o NaTelinha preparou uma lista para lembrar mortes de grandes artistas que comoveram a população do Brasil.

Confira:

Clara Nunes

Em março de 1983, Clara Nunes resolveu realizar uma cirurgia de varizes, mas sofreu uma reação alérgica a um componente do anestésico, tendo uma parada cardíaca. Ela seguiu internada durante 28 dias na UTI da Clínica São Vicente, no Rio de Janeiro. Durante esse período, ocorreram muitas informações desencontradas nos veículos de comunicação da época, inclusive com notícias falsas como aborto, tentativa de suicídio, overdose, violência doméstica, entre tantas outras mentiras.

Para tristeza dos brasileiros, no dia 02 de abril 1983, Clara Nunes morreu aos 40 anos por causa de um choque anafilático. Não houve muitas explicações se houve erro médico.

A comoção marcou o Brasil naquela semana e mais de 50 mil pessoas passaram pela quadra da escola de samba Portela, agremiação de coração da cantora, para dar o último adeus. O enterro ocorreu no Cemitério São João Batista e uma multidão acompanhou a cerimônia, cantando músicas da artista.

Chacrinha

Chacrinha enfrentou um câncer no pulmão e em 1988 apresentava problemas de saúde, não conseguindo estar totalmente presente no seu programa na Globo, o Cassino do Chacrinha.

Paulo Silvino teve a responsabilidade de comandar algumas edições da atração, mas Chacrinha retornou a TV em junho daquele ano e teve ao seu lado João Kléber. A ideia era ter um companheiro de palco até que se sentisse forte novamente e guiasse sozinho a produção.

Porém, no dia 30 de junho de 1988, às 23h30, o Brasil recebeu uma triste notícia: o comunicador sofreu infarto do miocárdio e teve insuficiência respiratório aos 70 anos. No dia 02 de julho, o apresentador foi sepultado, recebendo o carinho do público. Para homenagear o Velho Guerreiro, a Globo transmitiu o último Cassino do Chacrinha no mesmo dia que o artista foi enterrado.

Cazuza

Rebelde, polêmico, bocudo, poeta, sensível e talentoso. Todos esses adjetivos são perfeitos para definir Cazuza. Um dos maiores nomes do rock brasileiro, morreu muito cedo.

Em outubro de 1989, Cazuza revelou que se mudaria para os Estados Unidos e ficou internado até março de 1990, voltando ao Rio de Janeiro. No dia 07 de julho do mesmo ano, fãs receberam a notícia que ele faleceu por um choque séptico causado pela AIDS.

O enterro foi cercado de emoção e muita cantoria. Mais de mil pessoas foram se despedir do artista e o caixão lacrado foi cercado de flores. Seu sepultamento ocorreu no cemitério São João Batista, no Rio de Janeiro.

Mamonas Assassinas

O sucesso do Mamonas Assassinas foi como um cometa. Em oito meses, a banda era querida e todos queriam assistir aos shows e programas de TV em que o grupo participava. Porém, no dia 02 de março de 1996, enquanto voltavam de um show em Brasília, o jatinho em que eles viajavam se chocou contra a Serra da Cantareira, matando todos que estavam na aeronave.

A comoção foi intensa, os programas de televisão prestaram homenagens e os fãs demonstraram choque com a notícia. No dia 04 de março, mais de 65 mil pessoas acompanharam o velório e enterro e teve escolas que não tiveram aula por motivo de luto.

Eles foram enterrados no Parque das Primaveras e contou com a transmissão de emissoras de televisão, que interromperam sua programação normal. Mamonas Assassinas é considerada uma das principais bandas de rock e ainda influência muitos jovens.

Ayrton Senna

No dia 01 de maio de 1994, o tricampeão de Fórmula 1 correu pelo Grande Prêmio de San Marino, em Ímola, na Itália. Senna entrou na curva Tamburello e perdeu o controle do carro, seguindo reto e se chocando contra o muro de concreto.

A cena foi vista ao vivo em diversos lugares do mundo, inclusive no Brasil. O piloto chegou a mexer a cabeça, mas era por causa de um profundo dano cerebral. Ele foi levado ao hospital de helicóptero, mas não resistiu aos ferimentos e morreu aos 34 anos.

“Morreu Ayrton Senna da Silva... Uma notícia que a gente nunca gostaria de dar”, anunciou Roberto Cabrini quando ainda trabalhava na Globo.

A repercussão no mundo foi gigantesca, mas no Brasil houve comoção entre milhões de pessoas. Jogos de futebol que aconteceram naquele dia realizaram um profundo minuto de silêncio em respeito ao piloto.

Para se ter uma noção da repercussão, todas as emissoras juntas somaram 73 pontos de audiência em São Paulo no dia do enterro, que reuniu milhares de brasileiros. Ele acabou sendo sepultado no cemitério do Morumbi.

Hebe Camargo

No dia oito de janeiro de 2012, Hebe foi internada no hospital Albert Einstein, em São Paulo, e ela foi submetida a uma laparoscopia diagnóstica, um tipo raro e de difícil tratamento do câncer no peritônio. Seis meses depois, ela passou por outra cirurgia de retirada da vesícula biliar.

Em 27 de setembro de 2012, a apresentadora anunciou sua volta ao SBT, fato comemorado pelos funcionários. “Diante da boa notícia, diretores e colaboradores do SBT comemoram a volta da artista, que sempre foi uma das mais queridas da casa”, publicou em nota oficial a emissora.

Hebe morreu no dia 29 de setembro de 2012, em São Paulo, aos 83 anos após ter uma parada cardiorrespiratória. O corpo foi velado no Palácio dos Bandeirantes, sede do Governo de São Paulo e sepultada no cemitério do Morumbi.

Várias emissoras de TV fizeram a cobertura e milhares de fãs formaram fila para se despedir da apresentadora. Silvio Santos compareceu ao velório e deu um selinho na sua colega.



Melhores do Ano NaTelinha 2019: Vote e eleja os destaques do ano na televisão!


publicidade

LEIA TAMBÉM

publicidade

COMENTÁRIOS

Para comentar na página você deve estar logado com seu perfil no Facebook. Este espaço visa promover um debate sobre o assunto tratado na matéria. Comentários com tons ofensivos, preconceituosos, de propaganda e que firam a ética e a moral podem ser deletados. Participe!