TVxTV

Atuação da Semana: Armando Babaioff se reencontra em Bom Sucesso

Ator viu o personagem mudar de estilo e rapidamente achou o tom

Atuação da Semana: Armando Babaioff se reencontra em Bom Sucesso
Armando Babaioff se reencontrou em Bom Sucesso na pele de Diogo - Foto: Divulgação

Publicado em 19/01/2020 às 09:30:50

Por: Daniel César

Quando Diogo retornou a Bom Sucesso no início de janeiro, muita gente reclamou das mudanças que o personagem havia apresentado e também houve crítica ao histrionismo de Armando Babaioff, seu intérprete. Se as decisões de Rosane Svartmam e Paulo Halm, autores da trama, continuam indefensáveis para os rumos do vilão, o ator retomou as rédeas da composição e se encontrou.

A reta final de Bom Sucesso, embora tenha destruído o perfil daquele que era o melhor personagem do folhetim ao apostar em um vilão caricato e melodramático, tudo que ele não foi ao longo de toda a história, serviu para mostrar a elasticidade artística de Armando Babaioff ao compôr seus personagens.

Ele foi obrigado, no meio do trajeto, a mudar os rumos de seu Diogo e a pensar em trejeitos e expressões completamente distintas. Pode parecer exagero, mas não é: o ator foi obrigado a interpretar dois personagens diferentes em uma mesma novela, com a diferença de que ambos compartilhavam um só passado.

Num primeiro momento, é bem verdade, Babaioff passou do tom e escorregou para a caricatura. Com gritos histéricos e movimentos exagerados na cena, Diogo mais lembrava o pior momento de Félix (Mateus Solano) em Amor à Vida. Os primeiros capítulos do retorno do vilão, principalmente, mostraram que o ator tentava a todo custo reencontrar o tom, já que o roteiro não dava nenhuma deixa de qual caminho seguir.

Não é possível dizer que houve erro de Babaioff, afinal, nenhum ator é obrigado a achar o tom de seu personagem quando os autores destroem uma personalidade sem deixar vestígios de tudo que foi construído ao longo do tempo. O ator tentou defender, com suas interpretações, o indefensável. Mesmo com um roteiro abaixo da crítica, ele se esforçou para dar credibilidade ao retorno de Diogo.

Levou algum tempo, é bem verdade, mas o advogado vilão voltou a dar show. Ainda que nenhuma cena, nenhum ataque de chilique, nenhum ponto de vingança fizesse qualquer sentido, a composição de Armando Babaioff enchia o vídeo com sua composição detalhista que achou o tom do humor, por meio do cinismo e conseguiu tirar um pouco do constrangimento da reta final. Por conta disso, ele é a atuação da semana.




publicidade

LEIA TAMBÉM

publicidade

COMENTÁRIOS

Para comentar na página você deve estar logado com seu perfil no Facebook. Este espaço visa promover um debate sobre o assunto tratado na matéria. Comentários com tons ofensivos, preconceituosos, de propaganda e que firam a ética e a moral podem ser deletados. Participe!