TVxTV

Atuação da Semana: Composição visceral faz Humberto Carrão se destacar em Amor de Mãe

Ator teve uma semana difícil e se deu muito bem na novela

Atuação da Semana: Composição visceral faz Humberto Carrão se destacar em Amor de Mãe
Humberto Carrão foi o destaque da semana em Amor de mãe - Foto: Reprodução

Publicado em 12/01/2020 às 09:21:33 ,
atualizado em 12/01/2020 às 11:23:28

Por: Daniel César

Todo ator sonha com as dificuldades e complexidades de seu personagem. Quanto mais nuances e reviravoltas houver, mais há a possibilidade de que o profissional faça composições rebuscadas e mostre técnica e talento. Foi o caso de Humberto Carrão em seu trabalho na última semana, em Amor de Mãe.

Se a reviravolta na vida de Sandro seja um dramalhão muito mal amarrado pela autora Manuela Dias, Humberto Carrão não tem nada a ver com isso e pegou a oportunidade literalmente com as unhas para brilhar em cada uma das cenas difíceis em que esteve em suas mãos nos últimos capítulos.

Não é fácil um personagem que não seja o protagonista de uma novela das nove ter tantos grandes momentos em uma única semana. Foi o caso e certamente tanto a autora quanto o diretor artístico José Luiz Villamarim somente permitiram que todas as descobertas na vida de Sandro fossem ao ar de uma só vez porque confiam no talento e na capacidade de criação do ator.

Carrão teve um momento muito visceral ao descobrir que foi abandonado por Vitória (Taís Araújo), mesmo com a mãe sendo uma advogada bem sucedida e seu pai um empresário milionário. A confusão, a raiva e, até a mágoa, ficaram estampados no rosto do rapaz que comoveu por conta da interpretação corporal que Humberto Carrão escolheu.

O ator foi muito bem sucedido na escolha e conseguiu manter a cena em alto nível ao trocar figurinhas com Taís Araújo que, novamente, estava em estado de graça. Mas ele também foi muito bem na delicada cena em que conversa com Lurdes (Regina Casé). Se na primeira, o ator foi visceral, neste momento ele sabia que precisava ser sutil porque a cena exigia delicadeza, e ele conseguiu.

Não é fácil contracenar com Regina Casé porque a atriz criou uma protagonista de verdade, a tal ponto de ser provavelmente o grande destaque entre as interpretações neste início de 2020 no Brasil. Mas Carrão não decepcionou e ajudou a cena a ser tocante.

Em outro momento de grau de dificuldade alta, Carrão se mostrou competente também ao ter outra cena difícil com o encontro de Sandro com o pai Raul (Murilo Benício). Em momento diferente, dessa vez o ator optou por uma composição diferenciada, em que parecia confuso, tímido e quase deslocado de seu próprio universo. Um talento bem construído que chamou a atenção pelo medo da rejeição estampado no olhar do ator.

Humberto Carrão vem se destacando há muitos anos em vários papéis com grau de dificuldade elevado. Foi um dos melhores em Sangue Bom, ao interpretar um vilão que se regenerou, mas manteve o veneno nas frases e mostrou agora, em Amor de Mãe, que continua afiado na arte de interpretar, por isso é a Atuação da Semana.




publicidade

LEIA TAMBÉM

publicidade

COMENTÁRIOS

Para comentar na página você deve estar logado com seu perfil no Facebook. Este espaço visa promover um debate sobre o assunto tratado na matéria. Comentários com tons ofensivos, preconceituosos, de propaganda e que firam a ética e a moral podem ser deletados. Participe!