Coluna do Sandro

Record revive o pior do SBT sem o carisma de Silvio Santos

Record mudou grade e se demonstra perdida na briga pela audiência

Record revive o pior do SBT sem o carisma de Silvio Santos
Montagem NaTelinha

Publicado em 20/03/2020 às 06:01:11 ,
atualizado em 20/03/2020 às 10:55:36

Por: Sandro Nascimento

Sabe aquela cantiga de outrora? "Escravos de Jó, jogavam caxangá. Tira, põe, deixa ficar...". Então, a Record resolveu entoá-la em sua novata programação milionária de domingo. No próximo final de semana, cancelou o Hoje em Dia, encurtou Sabrina Sato, devolveu Xuxa Meneghel para as quartas e o combalido Hora do Faro voltou ao seu antigo horário no enfrentamento com Eliana, do SBT.

Como justificativa ao desmonte de toda estratégia, em parte plausível, foi a pandemia do coronavírus. Porém, em alguns casos, o triste fator surpresa parece ser utilizado como um subterfúgio para esconder a verdadeira realidade: a decepção pela audiência alcançada nas duas primeiras semanas da nova grade.

Com a atitude, ao mercado, a Record demonstra uma direção perdida e que define programação lendo hashtag de internet. A programação foi difundida aos publicitários, incessantemente, como a maior aposta do canal na briga pelo Ibope na temporada 2020.  

Deixando o domingo e após ser anunciada para sexta-feira como seu novo dia, em menos de 24 horas a Record deu contraordem e escalou Xuxa às quartas, dia que sempre ocupou com seus realities The Four e Dancing Brasil.

Nos dois domingos (08 e 15 de março) que enfrentou o SBT, Xuxa perdeu com uma boa diferença no Ibope. Existem outros fatores que explicam o terceiro lugar, um deles é que televisão, acima de tudo, é hábito.

Parte da audiência ainda não estava acostumada em relacionar o novo dia com a apresentadora da Record. A emissora não teve paciência de esperar os resultados e jogou a toalha. Culpar a troca devido ao coronavírus, no caso do The Four, não colou.

Record insistiu com Eliana há 15 anos

Eliana, quando foi escalada aos domingos, na mesma Record, há 15 anos, também enfrentou dificuldades e desconfianças sobre sua capacidade de romper a guerra pelo Ibope monopolizada por Gugu (1959 - 2019), Faustão e Silvio Santos. Hoje, colhe os resultados da insistência.

Voltando aos dias de hoje, outra mudança repentina na Record foi o encurtamento do programa de Sabrina Sato a partir do próximo domingo (22). Com a novidade, será exibido apenas o inusitado quadro Made in Japão. Mas neste caso, de fato, o coronavírus parece ser o grande culpado.

Para evitar aglomerações em seus estúdios, as TVs estão cancelando gravações dos seus programas de auditório. Made In Japão já estava com toda temporada gravada. Em seu lugar, para tapar o buraco na grade, as reprises dos 88 episódios das aventuras de Chris Rock retornam às manhãs.

Continuando o desmonte, o Hoje em Dia edição domingo foi cancelado e o Hora do Faro passa a ocupar o horário deixado pela Xuxa. E tudo voltou como antes, como era 2019.

Com todo esse troca-troca, a Record revive o pior do SBT na década de 90, quando programas passeavam pela grade na mesma velocidade que Silvio Santos apertava seu controle remoto, só que sem seu carisma. Se estiverem mensurando pesquisas antes de definirem a grade, melhor trocar a empresa contratada. Afinal, alguém tem que levar a culpa.




publicidade

LEIA TAMBÉM

publicidade

COMENTÁRIOS

Para comentar na página você deve estar logado com seu perfil no Facebook. Este espaço visa promover um debate sobre o assunto tratado na matéria. Comentários com tons ofensivos, preconceituosos, de propaganda e que firam a ética e a moral podem ser deletados. Participe!