Sandro Nascimento
Reportar erro
Coluna do Sandro

"Terra Nostra" é uma aula de dramaturgia e interpretação reprisada no Viva

Benedito Ruy Barbosa conseguiu transformar "Terra Nostra" numa das melhores produções da TV

Ana Paula Arósio e Tiago Lacerda
Divulgação/Globo
Sandro Nascimento

Publicado em 17/05/2019 às 17:45:38

A novela "Terra Nostra", que passa atualmente no Viva, canal por assinatura dedicado a reprises de produções da Globo, é um ícone da dramaturgia brasileira e disputaria com certeza o título de melhor novela já produzida no país.

Mas não é apenas um folhetim extraordinário e incrível. Ela é uma verdadeira aula de teledramaturgia e deveria ser estudada por quem quer fazer TV aberta; e quem faz, precisa assisti-la para aprender de novo.

Com direção geral de Jayme Monjardim e Carlos Magalhães, "Terra Nostra" tem um roteiro com diálogos raros, no tempo certo e na maneira correta e densa, emocionantes e deliciosos. Escrita por Benedito Ruy Barbosa, que é um dos maiores mestres da novela, e sem dúvida, um dos dois maiores.

A inspiração de Benedito cria sequências fantásticas na história que aborda a  imigração italiana no final do século XIX. Não tem como ir ao banheiro enquanto a novela estiver sendo exibida. A iluminação é uma aula à parte dentro da novela e dá luminosidade no cenário, quer em estúdio quer em cenas abertas. Resultado do trabalho de fotografia de Adriano Valentim e Chico Boya.

Sonoplastia então, que as pessoas conhecem como trilha sonora, feita por Marcelo Barbosa, tem o toque de sensibilidade raro de alguém que sabe emoldurar a cena com uma música de emoção.

Então, temos os atores, todo elenco sem dúvida em performance inigualável, sem ninguém deixando a desejar em momento algum.  Com certeza a maior interpretação de Raul Cortez, ator que foi um monumento durante toda sua vida e que nos trazia interpretações emocionantes.

\"Terra Nostra\" é uma aula de dramaturgia e interpretação reprisada no Viva

Débora Duarte, sua filha Paloma, assim como Antonio Fagundes e Antonio Calloni, Ana Paula Arósio, Tiago Lacerda, Maria Fernanda Cândido, como também Marcelo Antony e todos os outros nos levam a uma onda de emoções como raramente se viu na televisão.

Jayme Monjardim é o maestro desta orquestra de atores, sem igual, numa sinfonia de Benedito que é um clássico da dramaturgia. Felizes são as gerações que apreciam uma obra de arte desta. Feliz é um país em ter um autor como Benedito Ruy Barbosa.