Reportar erro
Colunas

Enfoque NT: "A Nova Família Trapo" fez rir sem apelar

52870fa6fd16d4dc6c3ba4ffd0f03476.jpg
Divulgação/TV Record
Thiago Forato

Publicado em 02/12/2013 às 16:20:46

A Record foi mais uma a resgatar um sucesso do passado. Êxito na década de 1960 e protagonizado pelo eterno Ronald Golias na pele de Carlo Bronco Dinossauro, "A Nova Família Trapo" ganhou nova versão neste domingo (01).

A ideia não é ter Rafael Cortez como o novo Bronco. O lance é levar conflitos em tons críticos e debochados pra família moderna. Não há como comparar, até porque, o objetivo não é esse.

Cortez se saiu muito bem na pele de Quintino, que foi o grande vencedor de “A Fazenda 24”. Bárbara Borges, na pele de Mulher Lasanha, perdeu o reality por agredir o apresentador do programa. Uma boa sacada no texto de Letícia Dornelles.
 
A empregada Benigna, interpretada por Kátia Moraes, roubou a cena. O elenco como um todo parecia bastante afinado, como se já fizesse isso há anos.

Dizer que "A Nova Família Trapo" é cópia do "Sai de Baixo" também não é certo, já que a sitcom da Globo não foi a primeira a ser gravada em um teatro. A própria “Família Trapo” nos tempos de Golias já fazia isso.

O especial da Record é simples. E essa simplicidade é um grande aliado dessa reedição. Em nada adianta como superprodução como o “Zorra Total” e não esboçar um sorriso sequer do telespectador. A série se apoia no texto.

O especial marcou 5,5 pontos no Ibope, ficando em quarto lugar. O dia e o horário estão longe do ideal, que encontra uma concorrência fortíssima de um Silvio Santos já consolidado e uma Bandeirantes com o “Pânico” incomodando bastante.

Caso o programa se torne fixo na grade de programação, resta encontrar outro horário e dia para exibição. Caso contrário, vai sempre ficar aquém do que pode render.

 

A coluna Enfoque NT é diária! Confira todos os dias uma crítica diferente sobre o mundo da TV; relembre todas.


Contatos do colunista: thiagoforato@natelinha.com.br - Twitter: @Forato_

 

Mais Notícias