Reportar erro
Colunas

Enfoque NT: Patrícia Abravanel é carismática, mas precisa evoluir

Filha de Silvio Santos assumirá nova versão do "Famoso Quem?" já neste sábado

da16e638b6cc67009fc292ac6070616a.jpg
Patrícia Abravanel comanda o novo "Máquina da Fama" - Divulgação/SBT
Thiago Forato

Publicado em 07/11/2013 às 17:26:17

A filha número 4 de Silvio Santos é bastante carismática, não dá pra negar. Patrícia Abravanel virou apresentadora no início de 2011, no “Festival SBT 30 anos”, que relembrava antigos programas da emissora. Portou-se bem para uma iniciante, e surgiu como promessa. Tanto que no ano passado ela ganhou o Troféu Imprensa como revelação de 2011.

Posteriormente, Patrícia teve a oportunidade de estar à frente do “Roda a Roda” e do sorteio semanal da Telesena, além do “Cante se Puder”. Um programa aos sábados à noite foi cogitado durante muito tempo. Testes foram feitos, mas optou-se por não produzir.

Patrícia é carismática sim, mas só isso não basta. Nos dois últimos encerramentos do “Teleton” (2012 e 2013), ela estava completamente perdida. Tropeçava nas próprias falas, perdia a linha de raciocínio e fez figuração ao lado de Ivete, Silvio Santos e Tiago Abravanel.

Mais uma vez, a emissora colocou-a à frente de um projeto, que estreia no próximo sábado (09): “Máquina da Fama”, que vai premiar com R$ 5 mil o melhor cover artístico, escolhido pelo auditório.

É uma outra versão do “Famoso Quem?”. A emissora tem a edição oficial, que teve sua primeira temporada finalizada no último fim de semana, mas preferiu se inspirar e criar sua própria. Vai entender. Consultada, a Fremantle vetou apresentação em seu formato e escolha dos covers feito pela plateia.

Já no “Jogo dos Pontinhos” e no quadro em que vai às ruas, Patrícia Abravanel está ótima. Ali no palco tudo vira piada e sua atuação com Silvio transforma a atração, por algumas vezes, em um “Casos de Família” com a família Abravanel.

O tom de voz é outro ponto a ser urgentemente melhorado.

Clássico

Depois de toda aquela chamada que a Globo fez para “A Lagoa Azul”, o longa-metragem apresentado ontem (6) na “Sessão da Tarde” deu 13 pontos. O filme entrou rapidamente para os trending topics (assuntos mais comentados do Twitter) e foi bastante citado nas redes sociais. Não foi compatível com os números que o Ibope apresentou.

Audiência

O telejornal “MG no Ar”, da Record Minas, garantiu a liderança da terça-feira (5). O noticiário marcou 4 pontos de média em Belo Horizonte, empatando com a Globo. Apresentado por Eduardo Costa, o noticiário vai ao ar de segunda a sexta-feira, a partir das 7h30.

Audiência – 2

Impressionante a audiência do “Casos de Família” desta quarta (6). Na semana passada, o programa havia registrado 6 pontos, e ontem marcou 8. As edições inéditas já surtem efeito.

Double

“Aprendiz: O Retorno” a partir de agora irá ao ar duas vezes por semana: além das terças também será apresentado às quartas, após “Pecado Mortal”. O reality vem em baixa, tendo derrotas consecutivas para os filmes do SBT.

 

A coluna Enfoque NT é diária! Confira todos os dias uma crítica diferente sobre o mundo da TV; relembre todas.


Contatos do colunista: thiagoforato@natelinha.com.br - Twitter: @Forato_

 

Mais Notícias