Reportar erro
Colunas

O Observador: O que Gugu Liberato construiu na Record?

f0028913ca9282063d2fcaa7c09bb584.jpg
Divulgação/TV Record
Redação NT

Publicado em 07/06/2013 às 11:15:16

Ao contrário do que muitos afirmam, Gugu Liberato não necessariamente errou ao sair do SBT em direção a Rede Record, em 2009. Plano de carreira faz parte da vida de qualquer profissional e é importante dar saltos altos, andar pra frente, querer chegar mais longe e, sobretudo, dar um novo motivo ao que se faz diariamente. Isso vale pra qualquer pessoa.

Mas é comum também tropeçar na caminhada em direção ao lugar que queremos chegar. O complicado e talvez mais difícil é ter humildade suficiente pra saber como se levantar. E, nesse caso, onde se levantar. Gugu errou? Talvez. A Record errou? Com certeza. Só não podemos dizer que as consequências não eram previsíveis. Eram.

Ao aceitar a proposta da emissora, Gugu colocou a faca no pescoço para sempre: teria que no mínimo dar audiência condizente com que recebia. Não deu. E mesmo se desse, seu programa não lucraria tanto ao ponto de agradar totalmente a Record. Hoje, a pergunta que se faz é somente uma: o que Gugu construiu na Record? E a resposta é óbvia: nada.

Em sua nova casa, Gugu perdeu a alegria que o caracterizou durante anos no SBT. Facilmente era perceptível a tensão que existia entre a produção do seu programa por conta da pressão de ter que dar grandes e rápidos resultados. Quem o acompanhava desde o início da carreira sabe que o “Programa do Gugu” não era apresentado pelo mesmo comunicador que fez sucesso no SBT e nem de longe lembrava o “Domingo Legal” que incomodava a Globo.

A busca incessante por audiência atrapalhou Gugu na Record, isso é fato, estava escancarado. Sua naturalidade foi perdida aos poucos e o apresentador, que ficou famoso por divertir o público com sua espontaneidade, foi morrendo também. A conta-gotas.  

Pior do que não ter construído nada de interessante em sua nova casa – que nunca foi sua de verdade –, a não ser alguns pontos de audiência conquistados com muito sensacionalismo, Gugu destruiu um pouco de sua história, um pouco de si mesmo. Apagou o seu sorriso.

Vai ter que começar do zero, nascer de novo. E caso o Gugu de antigamente volte aos palcos, ouso dizer que a concorrência terá que tomar cuidado. Mas não são alguns milhões de reais que o farão voltar. E ele já sabe disso, deve ter aprendido.


Comente o texto no final da página. E converse com o colunista: brenocunha@natelinha.com.br / Twitter @cunhabreno
 

Mais Notícias