Reportar erro
Polêmicas

Big Brother no mundo: 5 vezes em que o confinamento saiu do controle

As confusões não estão restritas apenas ao Brasil

 participante do Big Brother Portugal briga no ar
Big Brother já chocou vários países do mundo - Foto: Reprodução
Redação NT

Publicado em 25/04/2021 às 05:00:12,
atualizado em 25/04/2021 às 08:23:55

O BBB21 entrou em sua reta final e a temporada ficará marcada por muitas polêmicas, como acusações de intolerância religiosa, xenofobia, racismo, tortura psicológica e bifobia. Porém, não foi apenas no Brasil que situações que fugiram do controle da produção do Big Brother. Edições dos Estados Unidos, Holanda e até na região do Golfo Pérsico, com tentativa de invasão de grupo religioso, tiveram conflitos que chocaram os telespectadores.

Em Portugal, por exemplo, um participante acabou sendo expulso por realizar uma saudação nazista. No país norte-americano, um homem colocou uma faca no pescoço da namorada e acabou sendo expulso por colocar a vida da jovem em risco. Teve até o nascimento de uma criança na atração da Holanda.

Confira abaixo:

Ameaça com faca

Big Brother no mundo: 5 vezes em que o confinamento saiu do controle

Em 2001, ocorreu a primeira expulsão do formato. Na segunda edição dos Estados Unidos, Justin Sebik foi responsável por realizar uma cena que chocou os norte-americanos. Ele namorava Krista Stegall e os dois trocavam carícias, quando ele pegou uma faca e colocou no pescoço dela questionando: “Você ficaria brava se eu te matasse agora?”.

A produção desaprovou a atitude e o expulsou no mesmo instante. Krista chegou a defender o namorado, afirmando que a direção estava exagerando, mas processou a atração por ter colocado sua vida em risco.

De Férias com o Ex?

Big Brother no mundo: 5 vezes em que o confinamento saiu do controle

No Big Brother 4 dos Estados Unidos, que foi ao ar em 2003, Scott Weintraub soube que participaria do programa ao lado da ex-namorada apenas quando entrou no confinamento. Completamente fora de si, ele saiu atirando cadeiras pela cozinha e assustou os outros participantes, que precisaram se esconder no banheiro para não serem atacados.

Ele foi avisado para ir ao confessionário, mas disse que não obedeceria a direção, porque ninguém mandava nele. Depois de desabar com psicólogos, o confinado pediu desculpas aos colegas e explicou que perdeu o controle porque a moça teria transmitido doença sexual para ele. No fim, Scott acabou sendo expulso.

Parto

A Holanda foi o país de origem do Big Brother e também responsável por ter uma das cenas mais diferentes do programa. Em 2005, a participante Tanja Jovanívic estava grávida e entrou em trabalho de parto dentro do confinamento.

O nascimento da criança ocorreu em transmissão ao vivo para o público holandês. O momento é um dos mais lembrados pelos fãs e por conta disso entrou na lista.

Nazismo

Big Brother no mundo: 5 vezes em que o confinamento saiu do controle

Um participante foi expulso do Big Brother Portugal em janeiro após realizar declarações homofóbicas, sexistas e reproduzir, inúmeras vezes, a saudação nazista. Hélder Teixeira teve sua atenção chamada por colegas, mas insistiu em fazer o gesto e acabou sendo eliminado pela atração da TVI.

“Há temas com os quais nunca podemos brincar, correndo o risco de os desvalorizar ou banalizar. O gesto que você fez simboliza milhões de mortos. Hélder sabe melhor que ninguém a importância das palavras e gestos no Big Brother, Por tudo isso, Hélder, deixou de ser bem-vindo na minha casa. Está expulso do Duplo Impacto. Pode se despedir dos seus companheiros e deixar a minha casa”, comunicou o Big Boss ao vivo.

“No Dia Internacional da Lembrança do Holocausto, Hélder replicou uma conhecida saudação nazi depois de já o ter feito anteriormente e ter sido avisado por Quinaz e Helena quanto à gravidade do seu comportamento. O concorrente de Santa Maria da Feira parece não ter entendido a gravidade da situação e repetiu vários gestos inaceitáveis alusivos a esse marco tão negativo da história”, explicou a TVI em comunicado enviado para a imprensa.

Polêmica religiosa

Big Brother no mundo: 5 vezes em que o confinamento saiu do controle

O reality estreou em 2004 na região do Golfo Pérsico, porém, sua primeira temporada não foi concluída. Isto porque um grupo de mulçumanos desaprovou o convívio de homens e mulheres que não sejam do mesmo sangue, seguindo ao que prega o Islã. A casa até tinha dormitórios e alas de oração separadas por gênero, mas não foi o suficiente.

Segundo informações de sites ingleses que acompanham o programa na época, mais de mil pessoas foram protestar no estúdio que acontecia a competição e alguns até tentaram invadir o local. Por conta disso, acabou que não houve conclusão do confinamento.

"Essa decisão quer evitar que a MBC e seus programas sejam acusados de ofender valores, costumes e moral árabes", declarou em nota oficial a emissora que realizava a competição.


Mais Notícias