Reportar erro
Nas redes

Flayslane se pronuncia sobre denúncias de estupro contra Felipe Prior

Ex-sister usou as redes sociais para comentar sobre o assunto

Flayslane e Felipe Prior
Flayslane e Felipe Prior - Foto: Montagem/Reprodução
Redação NT

Publicado em 17/04/2020 às 15:47:04

Na tarde desta sexta-feira (17), a ex-BBB Flayslane usou suas redes sociais para falar a respeito das acusações de estupro contra Felipe Prior, que teriam acontecido entre 2014 e 2018.

Flay destacou que não estava defendendo o amigo de confinamento, e que caso fosse verdade, seria uma enorme decepção para ela. "Não vim aqui defender ninguém, não tenho nada a ver com isso, só deixei uma mensagem pra alguém especial pra mim, caso seja confirmado o fato, será minha maior decepção da vida inteira e eu tomarei atitudes radicais, até q se resolva não quero mais julgar ninguém", escreveu no Twitter.

Na manhã de hoje, ela tinha se manifestado a favor de Prior: "Só agradeço a Deus por ter me dado tempo suficiente pra enxergar teu coração lindo e te admirar pela tua leveza, humildade e alegria. E te agradecer por fazer parte da minha vida, bem vindo pra sempre se quiser ficar! Lembra que você era meu abrigo? Eu acredito em você".

A cantora ainda relembrou sobre o comportamento dele dentro do confinamento. "Como duvidar do coração lindo que eu vi em você? Como ignorar o fato de você reclamar quando faço besteira mas em seguida cuidar de mim com tanto carinho? O Prior que eu conheço nao mente, é muito verdadeiro, é leal. O Prior que eu conheço me chamou atenção por vários motivos mas um dos principais foi o quanto sempre foi tão respeitoso comigo", escreveu.

Flayslane se pronuncia sobre denúncias de estupro contra Felipe Prior

Flayslane se pronuncia sobre denúncias de estupro contra Felipe Prior

Flayslane se pronuncia sobre denúncias de estupro contra Felipe Prior

 

Acusações de estupro contra Felipe Prior

Reportagem da revista Marie Claire no último dia 03 trouxe acusações de que Felipe Prior teria cometido três crimes sexuais.

Uma das vítimas detalhou que tudo aconteceu quando aceitou uma carona do ex-brother, onde em um momento a sós, ele cometeu o estupro.

A segunda o acusou do mesmo ato durante jogos universitários, onde ele teria aproveitado do estado dela de embriaguez para forçar um ato sexual, sem preservativo.

E a terceira, também teria acontecido na Interfau, onde inicialmente teriam transado de maneira consentida, e depois ele passou a agir de forma agressiva e não parou quando ela pediu.

Recentemente, os advogados entraram com um pedido antecipado de habeas corpus, fato negado pela Justiça por falta de documentos.

Mais Notícias