Exclusivo

Diretor de "A Fazenda" revela que Record já anulou votos “fora do padrão” na eliminação

Rodrigo Carelli falou ainda que gosta da paixão da torcida no reality

Diretor de
Rodrigo Carelli segue como diretor de "A Fazenda" Foto: Divulgação

Publicado em 13/09/2019 às 04:00:50 ,
atualizado em 13/09/2019 às 08:19:20

Por: Daniel César com Michele Marreira

Diretor de "A Fazenda", Rodrigo Carelli negou que haja qualquer tipo de manipulação nos votos do reality show da Record, com a participação de call centers. Ele explicou que quando o padrão de votos é quebrado ou posto sob suspeita, eles são anulados.

Em conversa exclusiva com o NaTelinha na tarde desta quinta-feira (12) em Itapecerica da Serra, na Grande SP, Carelli respondeu a uma questão depois de reportagem do site sobre a possibilidade de participantes comprarem votos através de call center e até com o uso de hacker. Questionado sobre o assunto, o diretor da atração explicou o procedimento técnico adotado.

"Na verdade, a gente na hora que a pessoa está votando, eles têm como ver um tipo de votação que é robô que é muito mais rápido que a votação normal e esses votos são anulados. Existe esse tipo de controle. Só que assim, é raríssimo acontecer isso e mesmo que acontecesse e desse certo por maior que fosse o volume disso, é infinitamente menor que o volume total, então é uma coisa irrisória e não é uma coisa que chegaria a atrapalhar se acontecesse, mas ou não acontece e as pouquíssimas vezes que a gente detectou alguma coisa que podia ser isso, foi invalidado", disse.

Mesmo assim, ele foi instigado a responder se, em casos assim havia qualquer risco de penalidade para algum dos participantes e Carelli justificou que é impossível aplicar alguma pena a um dos concorrentes por ser difícil provar a participação dele no caso.

"Não, porque não dá pra saber se veio de algum participante ou se veio de um fã, não tem como saber. O que tem como saber é se o volume e a velocidade do voto está sendo fora do padrão. Quando é fora do padrão, automaticamente a auditoria anula esse votos", garantiu.

Rodrigo Carelli aproveitou para dizer que acha divertido as denúncias de que vencem participantes que têm a simpatia ou a torcida da Record nos bastidores e traçou um paralelo do reality show com torcedores de futebol.

"Eu encaro isso da seguinte maneira: Nunca vi alguém que ganhou ou a família de alguém que ganhou falar assim 'estranho ele ganhar, acho que não devia ter sido ele, acho que devia ter sido outra pessoa’. Nunca é ao contrário, é sempre óbvio que quem perde fica revoltado, principalmente porque tem essa pressão da família. Acontece muito de uma pessoa sair daqui, sair na boa. Ela acaba de sair daqui, ela fala com a equipe, com a psicóloga e está tranquila. No dia seguinte ela está raivosa de tanta pressão de familiar, de fã e tal. É igual futebol, as pessoas querem que seu time ganhe, quando não ganha a culpa é do juiz. É a mesma coisa e a gente gosta dessa paixão", finalizou.

A décima primeira edição de "A Fazenda" estreia na próxima terça-feira (17), e até o momento a Record não confirmou a presença de nenhum participante, o que deve ficar apenas para o lançamento.

Entre as possibilidades levantadas na imprensa, estão nomes como Arícia Silva, Jojo Todynho, Ana Paula Pituxita, Ana Lyvia Padilha (Menina Fantasma), Sylvia Design, Bifão e Tati Dias ("De Férias com o Ex"), Rodrigo Phavanello, Felipe Franco, Jesus Luz e Jonathan Costa.


publicidade

LEIA TAMBÉM

publicidade

COMENTÁRIOS

Para comentar na página você deve estar logado com seu perfil no Facebook. Este espaço visa promover um debate sobre o assunto tratado na matéria. Comentários com tons ofensivos, preconceituosos, de propaganda e que firam a ética e a moral podem ser deletados. Participe!